Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » NA MLS!

EXCLUSIVO: Judson, do San Jose, fala sobre experiência na MLS e ascensão de jogadores brasileiros na liga dos EUA

Em sua primeira experiência no exterior, o volante joga em uma das ligas mais promissoras do mundo

Marcello Sapio Publicado em 31/07/2020, às 21h00

Judon fala sobre MLS e experiência com bolha no complexo Disney
Judon fala sobre MLS e experiência com bolha no complexo Disney - Getty Images

A MLS é um dos torneios mais promissores do mundo. Com investimentos e estruturas cada vez melhores e mais altas, o futebol estadunidense atrai mais olhares a cada ano, seja do público ou dos jogadores.

Com a volta do futebol em alguns países, o protocolo de volta da MLS se destacou dos demais por colocar os jogadores na tão falada "bolha" da Disney, sediada no complexo da ESPN, em Orlando.

Vários brasileiros estão por lá, incluindo o volante Judson, que jogou aqui no Brasil pelo Avaí. Em seu segundo ano no campeonato estadunidense, ele falou com exclusividade para o SportBuzz sobre a experiência de viver na "bolha" e sobre o futebol no país.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Judson Tavares (@judsontavares25) em

 

Ao falar da organização da MLS, Judson contou sobre como ele se sente em relação ao protocolo feito pela franquia e sobre o campeonato: "Eu acredito que a liga fez de tudo, e está fazendo, para que os jogadores se sintam seguros. A gente não sabe o que vai fazer depois do torneio (MLS Is Back), mas o torneio em si está sendo muito bacana, tomando todas as medidas de segurança para que nenhum jogador seja infectado", garantiu. 

Como foi dito, essa "bolha" - criada para os jogadores, não só do futebol, mas como também do basquete - está sendo bastante observada por entusiastas do mundo todo.

Judson contou como é a sua rotina dentro do complexo da ESPN: "Tem sido uma experiência diferente. Nós fazemos teste de Covid a cada 48h,  um dia antes da partida e um dia depois. Todas as medidas de segurança são tomadas, tanto na ida quanto na volta dos treinamentos, são dois ônibus para cada equipe. Na questão das refeições, é cada um no seu espaço, tem duas pessoas que são responsáveis pelo seu alimento, a gente não pega na comida para colocar no prato, é uma questão de segurança total, muito bem elaborada".

Sobre o San Jose Earthquakes, time que o volante defende, eles se classificaram em primeiro no seu grupo, desbancando até o Seattle Sounders, o atual campeão da MLS.

Ele comentou sobre essa primeira fase e as expectativas para os playoffs do torneio: "Graças a Deus a gente conseguiu uma boa primeira fase. Esses pontos contam para o início da liga, caso tenha o retorno. As expectativas são que possa avançar e chegar na final, mas passo a passo. A gente conseguiu a classificação contra o Real Salt Lake. Mas todos os times que passarem são de muita qualidade e que o próximo jogo será mais difícil que o anterior".

O próximo jogo do San Jose Earthquakes será neste sábado, 1, contra o Minnesota United, pelas quartas de final da MLS Is Back, em um jogo que está marcado para às 21h, horário de Brasília.

Quem passar, enfrentará o vencedor do confronto entre Orlando City e Los Angeles FC. Essa semifinal será no dia 6 de agosto, quinta-feira.

Sobre o futebol dos Estados Unidos, em específico, a liga tem se desenvolvido exponencialmente nas últimas temporadas. Judson comentou sobre as principais diferenças do futebol nos Estados Unidos em comparação com o do Brasil.

"Eu tenho falado isso há algum tempo. É o meu segundo ano na MLS e o que eu acho de mais diferente para o futebol brasileiro, principalmente o da primeira divisão, é a questão da força física, que aqui exige um pouco mais. Eu acho que também aqui tem mais transição que no Brasil. Alguns times se expõe muito e tem bastante jogos com placares elásticos, eu acho que essa pode ser a principal diferença dentro de campo", disse o volante.

Ele ainda completou falando dos assuntos que excedem as quatro linhas: "Fora das quatro linhas, a MLS é muito organizada e que cresça nos próximos anos cada vez mais".

A MLS tem atraído cada vez mais o interesse de jogadores internacionais e isso gerou, nas últimas temporadas, uma visibilidade muito grande.

+ Assista aos jogos da MLS ao vivo no DAZN!

Ao ser perguntado se o futebol estadunidense poderia vir a se tornar o principal campeonato das Américas, Judson analisou: "Essa pergunta é um pouco mais difícil de responder. O futebol brasileiro é muito físico, uma qualidade alta, o mesmo para o Argentino, que talvez seja um pouco mais aguerrido, um pouco mais de raça. Eu acredito que a MLS pode se tornar uma das principais da América, mas não sei se consegue superar o Brasileiro e o Argentino, pode até se igualar, mas superar, talvez sim, talvez não, mas acho um pouco mais difícil".

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Judson Tavares (@judsontavares25) em

 

Uma das principais questões sobre o futebol no país é a torcida. Muito se fala que o futebol ainda não engrenou e não conquistou a simpatia do público, que está mais acostumado com basquete, futebol americano, beisebol e hóquei.

Judson comentou sobre esse fator, falou sobre os jogos sem a torcida, mas salienta a importância das redes sociais: "É tudo muito diferente nessa retomada. Os jogos sem torcida são muito diferentes. Mas, através das redes sociais, a gente consegue receber o carinho dos torcedores. Chegam mensagem no Instagram, minha principal rede que uso, e nos sentimos abraçados com as mensagens. Mas jogar sem torcida é algo diferente, é algo que se torna muito estranho".

Por fim, o volante comentou sobre os jogadores brasileiros que foram para a MLS. Na última janela, por exemplo, nomes conhecidos de Botafogo, Palmeiras e Corinthians migraram para a "terra do Tio Sam".

"Eu acho que na MLS devem ter mais de 12 jogadores brasileiros, e a tendência é que nos próximos anos possam atrair ainda mais. Porque a liga tem crescido bastante, tem um respaldo muito grande para os atletas e também pela questão da organização. O torneio que eles estão fazendo (MLS Is Back) é algo de primeiro mundo, uma grande estrutura e isso chama a atenção dos atletas. Um lugar que tem uma organização ótima, além do lado familiar, que é muito importante".


5 eletrônicos para esportes que prometem facilitar a sua vida

 

1- Relógio Inteligente Mi Band 4 Xiaomi - https://amzn.to/326G0jZ

2- Câmera Hero 7 Black à Prova D’água 12MP 4K Wifi, GoPro - https://amzn.to/2VwxKY5

3- Fone de Ouvido Xiaomi Redmi Air Dots Com Bluetooth - https://amzn.to/325xcLo

4- Aparelho Abdominal Eletrico Músculo 6 Pack Ems Estimulador - https://amzn.to/2B2Vhq8

5- Cronômetro Digital Incoterm - https://amzn.to/2nyvmUc

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, o SportBuzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!