Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / CHAMPIONS LEAGUE

Barcelona: Xavi projeta embate na Champions contra o Viktoria Plzen

Técnico do Barcelona, Xavi analisou o primeiro confronto da Champions League na fase de grupos e quais são as metas para o Blaugrana no torneio

Redação Publicado em 06/09/2022, às 14h33

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Xavi, treinador do Barcelona - Getty Images
Xavi, treinador do Barcelona - Getty Images

Xavi, comandante do Barcelona, foi sincero sobre a trajetória da equipe na Champions League, que se inicia nesta quarta-feira, 7, diante do Viktoria Plzen. Na temporada anterior, o Blaugrana não havia se classificado para a fase de mata-mata, mas busca fazer diferente em 2022/2023 com as novas contratações do clube.

“Vamos competir e sonhar em ganhar a Champions League, senão estaria em casa. Quero ganhar. Não consigo conceber competir sem ganhar”, cravou Xavi. No entanto, o técnico prezou pela racionalidade, reconhecendo as aptidões da equipe comparadas às dos demais times na chave: “Temos que ser humildes, [ao] dizer que somos favoritos... temos que ser cautelosos. É um grupo complicado”.

Sobre os planos para a competição, Xavi foi enfático sobre a importância de estrear com um triunfo: “Os objetivos são títulos e três pontos amanhã. O objetivo é passar da fase de grupos e depois veremos. Não é um rival acessível. Eles fazem as coisas muito bem. É vital garantir os três primeiros pontos em casa. Devemos mudar o nosso chip e ter bons sentimentos na Champions League”.

POLÊMICA

Al-Khelaifi, presidente do PSG, foi sincero sobre o Barcelona e o cenário econômico vivido pelo clube catalão. O dirigente voltou suas falas para a necessidade da criação de regras capazes de prevenir um aumento exorbitando nas dívidas de instituições do futebol, como é o caso do Blaugrana. O catari também abriu o jogo sobre o projeto da Superliga europeia.

Elenco do Barcelona em campo
Elenco do Barcelona em campo (Créditos: Getty Images)

"Outros clubes têm 1,8 milhões em dívida. Não é saudável", alfinetou o empresário. "Esse é o perigo no futebol. As pessoas ficam quatro, cinco anos como presidente e logo deixam a dívida que se converte em um desastre para outro presidente. Isso é o que vem acontecendo, ciclo após ciclo. É para o que devemos olhar e nos preocuparmos, porque pode destruir o futebol. Precisamos de regras para proteger os clubes”.


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!