Sportbuzz
Testeira
Futebol / ALERTA LIGADO!

Após revés do Athletico, técnico admite preocupação e fala em desgaste: "Ciclo ruim"

António Oliveira, comandante do Athletico, reconheceu que a equipe não se saiu bem jogando contra o Corinthians

Redação Publicado em 23/08/2021, às 08h24

António Oliveira, treinador do Athletico - GettyImages
António Oliveira, treinador do Athletico - GettyImages

O Athletico perdeu para o Corinthians por 1 a 0 neste domingo, 22, pelo Brasileirão. O revés deixou o treinador da equipe, António Oliveira, preocupado com a má fase que o time está passando neste momento pela competição nacional.

Em entrevista depois da partida, o comandante do Athletico também falou sobre desgaste dos atletas com as partidas seguidas, e a sequência de jogos feitos pelo time para justificar as quatro derrotas seguidas no Brasileirão.

Para se ter uma ideia, o time não vence no Campeonato Brasileiro desde 25 de julho, diante do Internacional. Nesse tempo, o Furacão perdeu para Atlético-MG fora de casa, São Paulo em casa, Cuiabá fora, e Corinthians em casa.

"Evidente que preocupa. Temos que rapidamente inverter e encerrar esse ciclo ruim. É diferente estarmos em todas as competições e jogar de 72 em 72 horas, às vezes menos. E jogar contra uma equipe com semana cheia", disse o treinador.

Jogando contra o Corinthians, o Athletico fez um primeiro tempo bem abaixo e não mandou sequer uma bola na direção do gol. Já a equipe paulista conseguiu o controle do jogo, e mesmo criando pouco, assustou com , Adson e Giuliano.

A volta do intervalo foi melhor para o Furacão, que quase marcou na cabeçada de Christian, na trave. Na sequência, Roni entrou sozinho na área e abriu o placar para o Corinthians. O Athletico ainda teve chances com Cittadini, Jaderson e Ivaldo na área, mas não conseguiu o empate.

Dessa forma, o treinador português reconheceu que o desempenho do elenco não o agradou e citou o jogo diante da LDU, na quinta-feira, 19, para tentar explicar. Na oportunidade, o time precisou de uma virada épica por 4 a 2 para se classificar à semifinal da Sul-Americana.

"Um jogo mental e emocional muito desgastante. É natural que a intensidade não seja a mesma. Cometemos um erro de posicionamento que nos custou um gol, muitas vezes pode ser por fadiga", indicou o treinador.

Somando 23 pontos, e ocupando a nona colocação, o Furacão encara o Palmeiras neste sábado, 28, às 21h (horário de Brasília), no Allianz Parque, pela 18ª rodada da Série A do Brasileirão.

Porém, antes, a equipe recebe o Santos na quarta-feira, 25, às 19h (horário de Brasília), na Arena da Baixada, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!