Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » FOI BEM!

Apesar da derrota, Abel Ferreira vê aspectos positivos em jogo do Palmeiras: "Melhores chances foram nossas"

Treinador entrou com os jogadores reservas para a partida contra o já rebaixado Coritiba

Redação Publicado em 18/02/2021, às 06h52

Treinador do Palmeiras, Abel Ferreira em dia de jogo
Treinador do Palmeiras, Abel Ferreira em dia de jogo - GettyImages

Na noite desta quarta-feira, 17, o Palmeiras saiu do estádio Couto Pereira derrotado pelo já rebaixado Coritiba, mas ainda assim, o treinador Abel Ferreira gostou do que viu em campo dos reservas que jogaram.

Abel elegeu os aspectos positivos, especialmente quando individualizou a análise, falando dos atletas.

"O resultado não está de acordo com o que produzimos, mas temos que aceitar. Nosso adversário conseguiu fazer o gol", resumiu o treinador, mostrando estar satisfeito com o desempenho do time.

"Resultado é ruim mesmo com 10, os treinadores precisam fazer uma análise diferente. Perdemos da mesma maneira com 10, um grande gol do lateral-direito com o pé esquerdo. As melhores oportunidades foram nossas. Tivemos uma do Veiga que poderia conduzir um pouco mais, poderíamos fazer o gol. Tivemos uma nos pés do Luiz Adriano e no Rony, no segundo tempo. Faltou um pouco mais calma", completou.

Abel Ferreira ainda fez questão de elogiar atletas como Gustavo Scarpa, que novamente foi bem em uma função mais centralizada no meio, e jovens vindos da base como o lateralLucas Esteves, o zagueiro Renan e o goleiro Vinicius Silvestre, que não atuava desde 2016 pelo Palmeiras.

"Esses jogos servem para acima de tudo para avaliarmos a matéria-prima que temos, do que queremos para presente e futuro. Hoje perdemos o jogo, mas gostei do Scarpa no interior, gostei do Esteves na lateral e extremo e da exibição do Renan. Aproveitam todas as oportunidades que dão e somam pontos para aquilo que é importante, presente e futuro", disse antes de lamentar o gol no fim.

"Vinicius não merecia ter perdido esse jogo também, trabalha e quer oportunidade. Gostei do empenho e da tranquilidade que passou à equipe, mas infelizmente o lateral direito adversário fez um grande gol", finalizou. 

O Palmeiras, que entrou com os jogadores reservas porque encara o clássico de sexta-feira, 19, às 21h30 (horário de Brasília), contra o São Paulo, no estádio do Morumbi.

Quanto a partida, Abel comentou sobre como a maratona de jogos poderia impactar o clássico paulista.

"Sabemos que é um jogo diferente. Enquanto treinador, a partir do momento que ficamos fora por várias razões, de fato o calendário era extremamente apertado para sermos competitivos no Brasileirão. Nossa programação não tem que ser feita jogo a jogo, mas naquilo que é presente e futuro, a Copa. Todos os jogos servem de preparação e avaliação de todos, eu e jogadores. Sabemos que é um jogo diferente e especial. Jogamos, recuperam e no terceiro dia jogam outra vez. Isso não existe em lugar nenhum, só no Brasil. As pessoas que têm que tomar conta dos jogos tem que ter coragem para tomar decisões, é para bem do futebol brasileiro. Tudo o que eu falo, não sou perfeito, tudo o que falo tenho a intenção de não criticar, é intenção dentro daquilo para ajudar o futebol brasileiro com minhas opiniões. Não tenho capacidade de decidir e tomar decisões. Não sou o único treinador do futebol brasileiro a reclamar disso", analisou.


 
 
 
 
 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!