Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Outros Esportes » FUTEBOL AMERICANO

Polícia de Seattle detalha momento da prisão de Chad Wheeler, preso por violência doméstica

Relatório diz que foram necessários três policiais para conter o jogador que agredia a namorada

Redação Publicado em 02/02/2021, às 14h27

Polícia de Seattle detalha momento da prisão de Chad Wheeler, preso por violência doméstica
Polícia de Seattle detalha momento da prisão de Chad Wheeler, preso por violência doméstica - Reprodução/ YouTube

Foram necessários três policiais para conter o lineman Chad Wheeler, ex-Seattle Seahawks, durante o ato de violência doméstica no apartamento de sua namorada. Em relatórios obtidos pelo site “TMZ Sports”, os oficiais revelaram os detalhes da abordagem.

Os policiais descreveram a ação como se estivessem tentando conter um urso. Os oficiais do Departamento de Polícia de Kent foram chamados pela vítima no último dia 22 de janeiro.

Eles contaram que, quando chegar ao local, viram a namorada do jogador gravemente ferida e correram para deter Wheeler, de 27 anos. Um policial relatou a cena e disse que começou a entender a força do jogador quando precisou de três homens para  detê-lo, e mesmo assim foi difícil.

“Quando segurei Chad, percebi que ele era muito sólido e musculoso, porque não era fácil de mover”, disse, de acordo com o relatório.  

“Como nós três estávamos em cima de Chad, pude senti-lo levantando o corpo como se estivesse empurrando para fugir”, continuou.

O relatório aponta que Wheeler não cooperou. Um outro oficial afirmou que, no momento de algemá-lo, o tamanho e a força do atleta continuou sendo um obstáculo.

“Chad era tão forte que, mesmo com o peso combinado de três oficiais, ele foi capaz de se mover e nos impedir de colocar seus braços atrás de suas costas”, contou.

Chad Wheeler foi levado à delegacia em uma van e posteriormente preso, acusado de três crimes, incluindo agressão de violência doméstico de primeiro grau – sobre incidente. Ele pagou fiança de US$ 400 mil (cerca de R$ 2,1 milhões) e foi solto depois de três dias. Após sua prisão, o Seattle Seahawks rescindiu seu contrato.

O lineman usou as redes sociais para chamar a agressão à namorada de um “episódio maníaco”. Na última segunda-feira, 01, se declarou inocente em um tribunal de Washington. Ele deve voltar ao tribunal no fim de fevereiro.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!