Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz

Em dia conturbado, Ítalo Ferreira consegue virada histórica no Japão e vence bateria surfando de calça jeans

Disputando o campeonato mundial de Surfe, o atleta teve diversos problemas até disputar a prova

SportBuzz Digital Publicado em 10/09/2019, às 15h28

Ítalo Ferreira
Ítalo Ferreira - Getty Images

Os últimos dias para o surfista brasileiro Ítalo Ferreira foram uma verdadeira batalha!

No primeiro dia dos Jogos Mundiais de Surfe, que serve como um torneio preparatório para as Olimpíadas, em Miyazaki, o atleta, que estava em Los Angeles, teve seus documentos furtados e, com isso, precisou fazer um passaporte e visto de emergência.

Ao embarcar, o avião em que Ítalo estava precisou fazer um pouso forçado, devido a um tornado, e aterrissou em Nagasaki. O destino final era em Tóquio.

Com todo o atraso, Ítalo só conseguiu chegar ao local de prova faltando apenas 9 minutos para acabar a bateria em que estava, em que competia com o argentino Leandro Usuna, que liderava, o mexicano Dylan Southworth e o norueguês Frode Goa.

Então, Ítalo pegou a prancha emprestada do amigo Felipe Toledo, atual número um do ranking, que tinha se classificado mais cedo, e foi para as águas.

Mesmo com shorts jeans, modelo que não é adequado para a prática da modalidade, Ítalo conseguiu fazer a melhor pontuação e se classificou para a segunda fase da competição.

Em entrevista ao portal Globo Esporte, o surfista desabafou: "Foi uma missão! Quando eu pousei, fui correndo do aeroporto para a competição e não tive tempo de pegar a bagagem. Quando eu cheguei, a minha bateria já estava acontecendo e eu precisava de 12 pontos para ficar em primeiro. Faltando um minuto, eu fiz a melhor nota. Deu certo. Foi uma loucura!".

Já pelo feminino, o Brasil também foi muito bem representado por Silvana Lima e Tatiana Weston-Webb, que ficaram na segunda e quinta posição, respectivamente.

Silvana, em um post no Instagram, comemorou o resultado: "Estou superfeliz por ter representado meu país, esse evento foi incrível! Fiquei em segundo lugar, muito feliz, agradeço a Deus por tudo e a todos da minha torcida". 

A competição, que é organizada pela ISA - Associação International de Surfe -, é fundamental para a classificação aos Jogos Olímpicos por conta das pontuações no ranking mundial.

Silvana Lima (Crédito: Reprodução/ Instagram)

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!