Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Outros Esportes » TÊNIS

Djokovic bate Berrettini, avança à semifinal e projeta duelo contra Nadal: “Acredito que posso vencer”

Sérvio e espanhol disputam vaga na final de Roland Garros nesta sexta-feira

Redação Publicado em 10/06/2021, às 11h56 - Atualizado às 11h57

Djokovic bate Berrettini, avança à semifinal de projeta duelo com Nadal
Djokovic bate Berrettini, avança à semifinal de projeta duelo com Nadal - GettyImages

Novak Djokovic venceu o italiano Matteo Berrettini nesta quarta-feira, 9, e avançou à semifinal de Roland Garros. Número 1 do mundo, o sérvio venceu por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 6/2, 6/7 e 7/5.

Campeão do Grand Slam em 2016, Djoko vai brigar por uma vaga na semifinal Rafal Nadal, maior campeão da história do saibro, com 13 títulos. O espanhol venceu o argentino Diego Schwartzman por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 4/6, 6/4 e 6/0 em 2h45 de partida.

A semifinal será disputada nesta sexta-feira, 11, às 12h30 (de Brasília), e Djoko projetou o duelo contra Nadal. Em entrevista coletiva após a partida contra Berrettini, o sérvio mostrou confiança para devolver a derrota na final do ano passado, antecipada na atual edição. 

“A qualidade e o nível do tênis que tenho jogado nas últimas três ou quatro semanas no saibro estão me dando boas sensações antes dessa partida. Estou confiante. Eu acredito que posso vencer, caso contrário, não estaria aqui. Vamos ter uma grande batalha”, disse o atual número 1 do mundo.

Djokovic ainda disse que Nadal provavelmente é o maior rival da carreira, e que enfrentar o espanhol sempre traz uma sensação diferente. Será a 58ª que os dois se enfrentam em confrontos diretos. 

“Eu provavelmente escolheria o Rafa como o maior rival que já tive na minha carreira. A expectativa pelos jogos contra ele, em qualquer piso ou ocasião, é sempre diferente de qualquer outra. Obviamente é uma semifinal bastante antecipada. Muitas pessoas falaram sobre esse possível embate e aqui estamos. Vamos nos enfrentar outra vez”, disse o sérvio.

“Cada vez que nos enfrentamos, há uma tensão e expectativas extras. As vibrações são diferentes na hora de entrar em quadra contra ele. Mas é por isso que nossa rivalidade é histórica para este esporte. Tive o privilégio de enfrentá-lo várias vezes. As rivalidades com ele e (o suíço) Roger (Federer) me tornaram um jogador mais forte e me permitiram entender como preciso melhorar meu jogo para chegar ao nível em que eu realmente estava”, completou.

A outra semifinal será decidida entre o grego Stefano Tsitsipas e o alemão Alexander Zverev.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!