Sportbuzz
Testeira
Futebol / Corinthians

Veja o que o técnico Sylvinho falou sobre o "quarteto dos sonhos" e também sobre Willian

O empate contra o América-MG por 1x1 contou com a presença de todos os recém contratados, mas não ao mesmo tempo

Redação Publicado em 20/09/2021, às 09h00

Sylvinho durante o jogo contra o América - Getty Images
Sylvinho durante o jogo contra o América - Getty Images

A torcida do Corinthians não para de sonhar com o quarteto Willian, Roger Guedes, Renato Augusto e Giuliano. Ainda mais porque no último domingo contra o América-MG, no empate por 1x1, todos os quatro atuaram mas em momentos diferentes. 

 

"Não foi possível (ter os quatro em campo). Nós trabalhamos sempre com todo o elenco, com todos os atletas. Não estamos ali envolvidos em quando e que momento os atletas que vieram qualificar o nosso grupo possam ou não estar juntos. Nós vamos montando a equipe dia a dia, cada um vem de um processo. Não houve essa possibilidade nesse momento" disse Sylvinho

"No último jogo fora de casa, contra Atlético-GO, houve um desconforto ali com o Renato, ele não viajou, o preservamos. Ele construiu mais uma semana de trabalho muito boa e teve presente conosco aqui, já nos ajudou bastante na segunda parte. Os outros três estavam em campo, mas a gente já tem realmente isso de buscar fazer o melhor para o grupo crescer. Esses atletas com muita experiência vem de cenários bem diferentes uns dos outros, e esse encaixe no grupo vai sendo montado pouco a pouco" completou o técnico. 

Além disso, Sylvinho ainda falou sobre o posicionamento de Willian, que atuou como titular por 64 minutos (depois saiu para a entrada de Renato Augusto) e fez sua reestreia pelo time do coração. 

 

 

"Estou muito feliz do grupo se qualificar com a presença de atletas importantes. O Willian é um desses atletas, também vem de cenários diferentes. O campeonato já passou da metade, e nós vamos, com calma e tranquilidade, inserindo nos jogos. Na última parte, Willian já estava bem cansado. É um atleta que tem um desgaste grande, porque todas as ações do Willian são ações de muita potência, o gasto é maior. O atleta está numa zona de campo, meio-campo ou uma zona de mais conforto onde ele consegue gerenciar as ações dele, e nós percebemos que com 60 minutos coordenou um pouco, cansou, já não saia do campo defensivo quando o Fagner estava ajudando na frente. Nós resolvemos trocar. Um atleta de uma qualidade técnica ímpar, pode jogar dos dois lados, tem bom cruzamento, boa finalização, um atleta completo. Pouco a pouco vai sendo inserido nesse nosso processo, nessa nossa construção. Tem muito a agregar e muito a ajudar" disse Sylvinho.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!