Sportbuzz
Testeira
Futebol / SELEÇÃO BRASILEIRA

Rogério Caboclo é afastado da presidência da CBF

Comissão de Ética da entidade determina afastamento do dirigente pelos próximos 30 dias

Redação Publicado em 06/06/2021, às 17h59

Rogério Caboclo é afastado da presidência da CBF - Lucas Figueredo/ CBF/ Fotos Públicas
Rogério Caboclo é afastado da presidência da CBF - Lucas Figueredo/ CBF/ Fotos Públicas

Rogério Caboclo foi afastado por 30 dias da presidência da CBF por uma determinação da Comissão de Ética do Futebol Brasileiro. A decisão veio após o dirigente ser acusado de assédio sexual e moral protocolada por uma funcionária da entidade na última sexta-feira. A informação foi inicialmente divulgada pelo “GE”.

A Comissão enviou uma ordem à diretoria da CBF para que Caboclo se afaste do cargo pelo período determinado, com possibilidade de prorrogação, para se defender da acusação.

Antônio Carlos Nunes assume o comando da entidade máxima do futebol brasileiro durante o afastamento do presidente. Coronel Nunes é o vice-presidente mais velho da CBF e já exerceu a função quando Marco Polo Del Nero foi suspenso do cargo pela Fifa.

De acordo com o “GE”, Caboclo e entidade já foram notificados da decisão. Uma reunião extraordinária entre os diretores da CBF e os oito vice-presidentes eleitos está convocada para a manhã desta segunda-feira, 7, na sede da instituição no Rio de Janeiro.

Denúncia

Eleito para a presidência da CBF em 2018, Rogério Caboclo foi acusado por uma funcionária da entidade, que não teve seu nome revelado, de assédio sexual e moral. A denúncia foi protocolada na manhã da última sexta-feira, 4, na Comissão de Ética e na Diretoria de Governança e Conformidade. A denúncia foi revelada pelo site “GE”. O dirigente negou as acusações por meio de sua defesa e afirmou que irá provar inocência.

Copa América

O afastamento de Caboclo é mais um capítulo da turbulenta semana da CBF. Na última segunda-feira, a Conmebol anunciou que a Copa América 2021, que seria realizada na Colômbia e na Argentina, será disputada no Brasil. A sede foi definida após reunião de emergência entre as entidades brasileira e sul-americana.

A mudança da sede refletiu nos bastidores da Seleção Brasileira, que está concentrada para a disputa das Eliminatórias. A definição do torneio no país rendeu inúmeras críticas pela situação da pandemia de Covid-19.

Na quinta-feira, o técnico Tite admitiu que o grupo se reuniu com a direção da CBF para debater a participação no torneio. Depois da vitória sobre o Equador, o capitão Casemiro prometeu um posicionamento coletivo no “momento oportuno”. A seleção deve se manifestar na próxima terça-feira, após a partida contra o Paraguai, pelas Eliminatórias.

No momento em que a decisão pelo afastamento de Rogério Caboclo se tronou pública, Tite comandava o treino da seleção.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!