Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » ENCERRADO!

Robinho de volta ao Santos? Presidente do Peixe abre o jogo sobre possibilidade: "Ele já sabe da nossa intenção"

Andres Rueda deixou claro que o jogador não faz mais parte dos planos da equipe alvinegra

Redação Publicado em 15/01/2021, às 13h39 - Atualizado às 14h30

Robinho em ação com a camisa do Santos
Robinho em ação com a camisa do Santos - Ivan Storti/Santos FC

Robinhoque, recentemente foi condenado em segunda instância por violência sexual de grupo contra uma mulher albanesa, em 2013, na Itália, não vai permanecer no Santos. Ainda com contrato vigente com o clube até fevereiro de 2021, o Peixe não irá estender vínculo com o atleta. 

Quem confirmou a informação foi o próprio presidente do Santos, em entrevista coletiva, nesta sexta-feira, 15. De acordo com Andres Rueda, o atacante já sabe das intenções do clube alvinegro em relação a seu futuro na equipe de Cuca e confirmou o fim da relação entre Robinho e Peixe. 

"O contrato dele vence agora em fevereiro. Já conversamos com ele. Ele já sabe da nossa intenção de romper ou terminar essa relação profissional com o Santos. E isso está com o nosso departamento jurídico para chamar a advogada dele e encerrar essa questão", disse. 

ROBINHO CONDENADO! 

No último dia 10 de dezembro, a Corte de Apelação de Milão confirmou em segunda instância a condenação do jogador Robinho e seu amigo Ricardo Falco a nove anos de prisão por estupro coletivo de uma jovem albanesa. A informação foi divulgada pelo UOL Esporte.

O jogador e seu amigo foram acusados de abusar sexualmente da jovem na madrugada de 22 a 23 de janeiro de 2013, na boate Sio café, em Milão.

A defesa do atleta irá recorrer à chamada Corte de Cassação, equivalente ao Supremo Tribunal Federal aqui no Brasil. Será a terceira e última instância. Após o fim do processo, Robinho ou será condenado definitivamente, como nos tribunais anteriores, ou será absolvido.

O julgamento ocorreu pouco mais de três anos depois da condenação, em novembro de 2017. A decisão também havia sido há nove anos de prisão pelo crime de violência sexual em grupo.

De acordo com o Globo Esporte, a Corte de Apelação rejeitou o recurso apresentado pelos advogados de Robinho. A decisão foi tomada por três juízas, Francesca Vitale, que presidiu o julgamento, Paola Di Lorenzo e Chiara Nobili.

Robinho está no Brasil e foi representado por advogados italianos. A alegação da defesa é de que a mulher deu o consentimento naquela noite, mesmo após ingerir bebidas alcoólicas. 

A defesa também apelou para o fato de que algumas traduções na transcrição das interceptações para o julgamento teriam sido feitas erroneamente. A justificativa é de que não é possível provar que Robinho tenha tido relação sexual completa com a vítima, mas “somente” oral.

A vítima afirma ter sido abusada. Até o momento, a Justiça da Itália julgou em favor da vítima.

O SportBuzz entrou em contato com Robinho, mas ainda não obteve resposta.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!