Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / LUTO

As polêmicas colecionadas por Silvio Berlusconi

Ex-primeiro-ministro da Itália e ex-proprietário do Milan, Silvio Berlusconi acumulou escândalos ao longo da vida como político e empresário

Silvio Berlusconi, ex-presidente do Milan e ex-primeiro-ministro da Itália - Getty Images
Silvio Berlusconi, ex-presidente do Milan e ex-primeiro-ministro da Itália - Getty Images

Silvio Berlusconi, que foi primeiro-ministro da Itália e presidiu o Milan, faleceu nesta segunda-feira, 12. O empresário e político estava internado no hospital San Raffaele, em Milão, acompanhado por sua esposa e seus filhos. De acordo com a última atualização da Forbes, sua fortuna era avaliada em R$ 34 bilhões, o que o sagrou como 5º homem mais rico do país europeu.

Além do reconhecimento nos universos políticos e esportivo, Berlusconi somou uma série de polêmicas ao longo da vida. Um ano após formar seu próprio partido, o Força Itália, o empresário foi eleito primeiro-ministro do país pela primeira vez; no entanto, deixou o cargo depois de sete meses em meio a denúncias de fraude.

Berlusconi teve três mandatos como primeiro-ministro da Itália (de 1994 a 1995, de 2001 a 2006 e entre 2008 a 2011). Entre os maiores escândalos de sua vida pessoal está o “Rubygate”: em 2010, o bilionário foi acusado de ter feito sexo com uma dançarina de 17 anos chamada Karima El Mahroug, conhecida como “Ruby, a ladra de corações”.

Ele também foi condenado três anos depois por abuso de poder e considerado culpado por ter tido relações sexuais com uma menor de idade, o que culminou em uma sentença de sete anos de prisão e na proibição de ocupar cargos públicos novamente. Em 2014, ele foi absolvido dos crimes após recurso. Em sua biografia, Berlusconi declarou nunca ter tocado em Ruby, que era garota de programa.

Silvio Berlusconi com a equipe do Milan
Silvio Berlusconi com a equipe do Milan (Créditos: Getty Images)

Após investigações, a mídia italiana descobriu a participação de Silvio em várias festas eróticas, as quais ficaram conhecidas como “bunga-bunga”. A mesma apuração teria averiguado que Berlusconi se relacionou sexualmente com 33 mulheres em um intervalo de dois meses. Além disso, em 2022, o político foi acusado de permitir a presença de Iris Berardi em uma das celebrações; à época, a brasileira era menor de idade.

O ex-proprietário do Milan também foi apontado por transgressão, incluindo um caso em que teria oferecido propina a um juiz; ele, por sua vez, se colocava como vítima das autoridades legais de Milão. Vaidoso, Berlusconi ficou conhecido por usar maquiagem, pintar o cabelo, receber transplante capilar e recorrer a diversas cirurgias plásticas para disfarçar a própria idade.


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!