Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » EUROCOPA!

Itália cala Wembley, vence Inglaterra e é campeã da Eurocopa

Itália conquista o bicampeonato da Eurocopa em cima da Inglaterra

Redação Publicado em 11/07/2021, às 17h01 - Atualizado às 18h54

Itália é campeã da Eurocopa em cima da Inglaterra
Itália é campeã da Eurocopa em cima da Inglaterra - GettyImages

A Itália mostrou muita força e raça neste domingo, 11, para vencer a Inglaterra no Wembley e levar o seu segundo título de Eurocopa. A equipe de Roberto Mancini saiu atrás, buscou o empate e venceu os rivais nas penalidades para levar o troféu para casa.

 

COMO FOI O PRIMEIRO TEMPO? 

Inglaterra e Itália fizeram um grande primeiro tempo no Wembley. O clássico europeu correspondeu a todas as expectativas dos torcedores e ambas seleções fizeram 45 minutos frenéticos e de grandes oportunidades para os dois lados. No entanto, foram apenas os ingleses que conseguiram comemoraram uma bola na rede. 

Logo no primeiro minuto de jogo, Harry Kane recebeu a bola antes do meio de campo e carregou ela até perto da intermediária. De lá, ele abriu na direita para Trippier e o lateral direito avançou até perto da grande área. Depois disso, o ala cruzou perfeitamente e Shaw apareceu para bater de primeira e abrir o placar no Wembley. 1 a 0. 

Na sequência, após abrir o placar praticamente no primeiro minuto de jogo, a Inglaterra seguiu em cima da Itália. Os visitantes se viram encurralados pela marcação pressão dos ingleses e não conseguiram achar espaços para criar jogadas. Depois da Inglaterra perder um pouco a intensidade, os italianos encontraram espaços e começaram a criar jogadas. 

As principais saíram pela direita e dos pés de Frederico Chiesa. O atacante foi o jogador mais lúcido da seleção italiana durante a etapa inicial, porém não conseguiu transformar as oportunidades criadas em chances reais de gol. O jogador tentou em jogadas individuais, chamou a individualidade, mas pecou na finalização. 

E O SEGUNDO TEMPO?

O segundo tempo entre Itália e Inglaterra foi um pouco mais tenso. Os italianos seguiram com muita dificuldade para superar a marcação dos ingleses, enquanto os donos da casa se fecharam um pouco mais e proporcionaram ainda menos espaços para os rivais. 

No início da segunda etapa, a Inglaterra se conteve um pouco mais no campo de defesa, mas também conseguiu controlar o jogo. Deixando a Itália atacar, os ingleses ofereceram perigo em saídas de velocidade com Sterling, Shaw e Walker. Além disso, o time também focou em jogadas de bola parada com Maguire, que teve boa oportunidade numa cabeçada para fora. 

Em resposta, a Itália seguiu com seu jogo e procurou pressionar a saída de bola da Inglaterra para tentar conseguir oferecer perigo para os adversários. Uma das melhores oportunidades para os italianos no segundo tempo foi com Insigne, que entrou na área e finalizou forte contra a meta de Pickford. O goleiro defendeu bem e evitou o empate no placar. 

Chiesa, que foi destaque na primeira etapa, também protagonizou um grande lance no segundo tempo. Vindo pela esquerda, o atacante invadiu a área, driblou o zagueiro rival, fez fila e bateu rasteiro. A bola estava para entrar, mas Pickford fez um milagre e manteve o 1 a 0 no placar. 

Depois de tanto tentar, finalmente a Itália conseguiu o gol de empate. Numa cobrança de escanteio, Verratti conseguiu ganhar a disputa e cabeceou. Pickford fez um milagre, mas Bonucci apareceu no rebote e chutou com muita força e empatou em deixou tudo igual no Wembley. 

A Itália marcou o gol de empate e voltou para o seu campo de defesa. Desta forma, a equipe se defendeu ao máximo e viu a Inglaterra retornar ao ritmo intenso de pressão em busca do seu segundo tento. Porém, a defesa italiana soube anular bem Kane e Sterling  conseguiu levar a partida para a prorrogação. 

E A PRORROGAÇÃO?

Inglaterra e Itália se alternaram no comando da prorrogação. Os ingleses foram responsáveis por pressionar, ter mais a posse de bola e também oferecer perigo contra a meta de Donnarruma. No entanto, a defesa italiana apareceu em todos os momentos para travar e cortar as finalizações de Kane, Sterling e Phillips. 

O último, por sinal, protagonizou um dos principais lances da prorrogação. Na oportunidade, ele arriscou um chute de fora da área e levou perigo para o goleiro da Itália. Donnarruma foi ativo ao longo dos últimos minutos de jogo para cortar cruzamentos e segurar a bola para sua seleção. 

Enquanto a Inglaterra se jogava no campo defensivo, os italianos buscaram se fechar no ataque e apenas esperar o contra-ataque. Além disso, também ofereceu perigo em bolas paradas, principalmente num chute de Bernadeschi, que fez Pickford trabalhar. 

Ou seja, Itália e Inglaterra tentaram tirar o 1 a 1 do placar, porém Donnarruma e Pickford fizeram grande prorrogação e mativeram o empate. Desta forma, o confronto foi para as penalidades e os dois arqueiros tiveram de trabalhar...

E OS PÊNALTIS?

Nas cobranças de pênalti, quem levou a melhor foi a Itália. Donnarruma brilhou, viu Rashford, Saka e Sancho perder a penalidade e garantiu o campeonato para os italianos. Essa foi a segunda vez que a Azzurra vence a Eurocopa em toda a sua história. 


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!