Sportbuzz
Testeira
Futebol / EXCLUSIVO!

Felipe Santana fala sobre motivação dos atletas da Chapecoense para permanecer na Série A

Em entrevista ao SportBuzz, zagueiro falou um pouco sobre a motivação do grupo na luta contra o rebaixamento e sobre sua recuperação

Lucas Cesare Publicado em 24/08/2021, às 18h54 - Atualizado às 19h21

Felipe Santana fala sobre motivação dos atletas da Chapecoense para permanecer na Série A - Getty Images
Felipe Santana fala sobre motivação dos atletas da Chapecoense para permanecer na Série A - Getty Images

A Chapecoense está em uma situação extremamente delicada no Campeonato Brasileiro. O clube, que se sagrou campeão da Série B em 2020, de maneira heroica, ainda não conseguiu vencer no torneio e se encontra na lanterna da competição, com apenas seis pontos conquistados.

Na última rodada, a equipe vinha vencendo o Atlético-GO, por 1 a 0, mas sofreu o empate, já nos acréscimos, com um gol de pênalti de João Paulo. Foi o sexto empate do Índio Condá nesta edição do Brasileirão, que ainda soma outras 11 derrotas.

Mesmo assim, o time ainda não jogou a toalha e tem fé que conseguirá sair dessa situação e permanecer na elite do futebol brasileiro. Pelo menos é o que acredita Felipe Santana, zagueiro da Chapecoense, de 35 anos, que falou sobre a atual situação do time em entrevista exclusiva ao SportBuzz:

“Apesar de todas as pessoas pensarem que nós já estamos virtualmente rebaixados, existe uma possibilidade grande de pelo menos terminar esse primeiro turno com 12 pontos e ficar a somente cinco dos times que estão na nossa frente. É uma coisa que eu sempre falo no vestiário, a partir de agora nós temos que fazer um returno de campeão, para livrarmos a Chape dessa situação”, começou dizendo Felipe.

“É pensamento, precisamos pensar positivo apesar de toda a negatividade já existente. Nós jogadores precisamos ter o melhor dos pensamentos para conseguir reverter essa situação. Nós nos colocamos nessa situação e cabe a nós tirarmos a Chape dessa situação. É corriqueiro do futebol”, complementou.

Felipe Santana sofreu uma ruptura total no tendão de Aquiles na partida contra o Cuiabá, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Paciente, o zagueiro afirmou que pretende se recuperar 100% antes de voltar a campo, mas acredita que conseguirá retornar a tempo de ajudar a equipe a subir na tabela.

“Já estou há um mês e dez dias da minha recuperação, tudo seguindo muito bem e eu faço votos para que eu consiga voltar no segundo turno a tempo de terminar alguns jogos e ajudar a Chape, de alguma maneira, a sair desta situação que a gente se encontra hoje”.

“Uma coisa que eu aprendi na minha carreira é não acelerar as coisas, agora tem que ter paciência. Eu acredito que uma lesão dessas, dado os prognósticos dos doutores, é uma lesão de três meses a três meses e meio. Eu Felipe coloquei no meu íntimo que lá em novembro já quero estar à disposição”, afirmou.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Felipe Santana (@felipesantana)

 

Quando perguntado sobre a motivação do grupo para permanecer na Série A, Felipe contou que a situação de brigar contra o rebaixamento é uma situação nova para muitos na equipe, inclusive para ele.

“Eu acredito que seja uma experiência nova para muitos, eu me incluo nessa situação, nunca havia tido uma experiência dessas. Mas é algo que nós temos que passar com o melhor dos pensamentos. O grupo está fechado”.

O zagueiro também comentou sobre a troca de treinador, já que recentemente a Chapecoense demitiu o técnico Jair Ventura e Pintado foi o escolhido para assumir o cargo. Como está lesionado, Felipe ainda não conseguiu trabalhar com o novo comandante.

“É difícil para nós jogadores assimilarmos as filosofias quando elas são trocadas, a gente vinha com o Jair Ventura e agora estamos com o Pintado. Eu não tive a oportunidade de trabalhar com ele ainda, mas ele se mostrou ser um treinador muito motivacional, que é o que a gente precisa no momento, não de bronca e sim de carinho para que as coisas aconteçam”.

 

 

E por falar em carinho, o jogador não deixou de enaltecer o torcedor da Chapecoense, que, apesar de todas as dificuldades que o time vem enfrentando, não deixa de apoiar a equipe em todos os momentos, e ainda aproveitou para reiterar que possui total confiança e está torcendo por seus companheiros nesse período em que ele está afastado dos gramados.

“A cidade de Chapecó e o torcedor vem nos abraçando apesar dessa situação, eu digo que nós estamos no céu nesse sentido. A torcida de maneira nenhuma nos coloca pressão, mas eu Felipe, com a mentalidade, a cabeça e a experiência que tenho, não aceito me ver nesse tipo de situação. Eu quero que a Chape melhore e vou fazer de tudo para que a Chape melhore”, disse antes de completar.

“Estou tentando acelerar as coisas da melhor maneira possível, sem me prejudicar, mas com a cabeça e a torcida total para os jogadores que lá estão e sei que eles têm a capacidade total de reverter essa situação”.

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!