Sportbuzz
Outros Esportes / TÓQUIO 2020 - SKATE

Kelvin minimiza clima do time de skate após polêmica com Letícia Bufoni: “Sou mais quieto”

Após prata de Kelvin em Tóquio 2020, Letícia usou as redes sociais para falar da relação com o compatriota

Redação Publicado em 25/07/2021, às 15h17 - Atualizado às 15h18

Kelvin minimiza clima do time de skate após polêmica com Letícia Bufoni - GettyImages
Kelvin minimiza clima do time de skate após polêmica com Letícia Bufoni - GettyImages

A conquista da medalha de prata de Kelvin Hoefler no skate street masculino na madrugada deste domingo, 25, chamou atenção para os bastidores do time brasileiro. Após o paulista confirmar o segundo lugar da primeira disputa da história da modalidade nos Jogos Olímpicos, Letícia Bufoni usou suas redes sociais para explicar o motivo de não ter comemorado o pódio do compatriota.

A brasileira parabenizou Kelvin pela medalha, mas afirmou que os dois não são tão próximos. No vídeo publicado, Letícia disse que o compatriota optou por não se reunir com os outros atletas nas Olimpíadas de Tóquio.

“Estão me perguntando por que não posto o Kelvin nos meus stories. O Kelvin, pelo que vocês perceberam, ele nunca está com a gente nos "rolês", ele nunca faz parte das nossas atividades por uma opção dele. Ninguém tem nada contra ele, pelo contrário, está todo mundo aqui comemorando que o Brasil ganhou uma medalha. Respeito muito a história dele, mas, infelizmente, ele não gosta de estar com a gente. Um exemplo grande é que a CBSK, que é a confederação de skate não pode nem marcar ele, porque ele bloqueou a CBSK”, disse Letícia.

Em entrevista com jornalistas após a conquista da medalha, Kelvin foi questionado sobre o relacionamento com Letícia e minimizou a polêmica, afirmando que já foram próximos, mas que se distanciaram com o tempo.

“Eu cresci junto com a Letícia também, a tia dela morava na rua da minha casa. Um tempo depois a gente era muito próximo, ela foi para os Estados Unidos e eu fiquei no Brasil. A gente perdeu um pouco do contato, e quando a gente se encontrou de novo, a gente perdeu um pouco do contato. É a mesma família, sou mais pacato, mais no meu canto, bem quieto na minha, não gosto muito de ficar extrovertido, extravasando tudo, sou mais quieto, gosto de analisar as coisas”, disse o medalhista olímpico.

Conquista de Kelvin

A primeira medalha do Brasil em Tóquio 2020 veio do skate. Kelvin Hoefler conquistou a medalha de prata na madrugada deste domingo, 25, na estreia do skate street masculino dos Jogos Olímpicos do Japão. Ele ficou atrás apenas do japonês Horigome Yuto, que conquistou o ouro.

Kelvin liderou a primeira fase da final, e fechou a segunda metade com somatória de 36.15 na classificação geral. O japonês somou 37.18 e liderou a bateria decisiva. O americano Jagger Eaton ficou com o bronze, ao somar 35.35.

Depois da liderança do brasileiro na etapa de voltas livres, Horigome Yuto dominou nas manobras individuais e confirmou a medalha de ouro. Kelvin teve uma queda no rendimento, zerando algumas manobras, mas mostrou poder de reação e garantiu a prata.

Na primeira etapa, nas voltas de 45 segundos, Kelvin fez voltas livres e foi para a segunda parte da final na primeira posição, com notas de 8.89 e 8.94. Nas voltas livres, o brasileiro foi seguido de perto pelos americanos Jagger Eaton e Nyjah Huston, com vantagem de cinco décimos.

Na primeira manobra, Hoefler anotou 8.99. Depois, ele zerou na segunda e na terceira, perdendo posições. Com Eaton e Yuto disparados na liderança, Kelvin acertou a quarta manobra, mas chegou a se apoiar no chão com as mãos e recebeu 7.58 de nota.

Na quinta e última manobra, ele recebeu 9.34 pontos e tomou a prata do americano Jagger Eaton, que caiu na última tentativa. Na somatória, Kelvin fechou com 36.15.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!