Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » CAMPEONATO BRASILEIRO

Série C: Manaus x Treze termina em confusão entre jogadores e policiais; árbitro relata tumulto em súmula

Após empate do Manaus, tumulto é causado e batalhão de choque reage com cassetetes e spray de pimenta

Redação Publicado em 15/09/2020, às 12h34

Série C: Partida entre Manaus e Treze termina em confusão entre jogadores e policiais; árbitro relata tumulto em súmula
Série C: Partida entre Manaus e Treze termina em confusão entre jogadores e policiais; árbitro relata tumulto em súmula - Transmissão/ DAZN

O jogo entre Manaus e Treze-PB, nesta segunda-feira, 14, pela sexta rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, ficou marcado por uma confusão generalizada nos minutos finais, após o time da casa empatar aos 52 do segundo tempo, na Arena da Amazônia.

O árbitro Ilbert Estevam da Silva deu 10 minutos de acréscimos e, logo após o gol marcado pelo atacante Matheusinho, os jogadores do time paraibano correram em direção ao assistente e alegaram um possível impedimento no lance do empate.

Depois de cinco minutos de discussão, o batalhão de choque entrou em campo e a confusão se agravou. Ainda restavam três minutos de acréscimos. A Polícia Militar revidou um empurrão do goleiro Andrey, do Treze, com cassetete e spray de pimenta em direção aos jogadores. O jogo foi finalizado após 10 minutos de confusão, sem que a bola voltasse a rolar.

Em súmula, o árbitro Ilbert Estevam da Silva relatou que a PM precisou entrar em campo para acalmar os ânimos dos atletas.

“Aos 52 minutos do segundo tempo, após a marcação de um gol a favor da equipe do Manaus FC, os jogadores da equipe do Treze FC correram em direção do assistente 01, Luiz Alberto Andrini Nogueira, reclamando de forma acintosa. Informo que tais reclamações persistiram, sendo necessário a entrada do policiamento. Após a entrada do policiamento, houve um conflito dos jogadores do Treze FC com o policiamento, que utilizou escudo, cassetete e spray de pimenta, atingindo alguns jogadores da referida equipe”, relatou o árbitro.

Sobre o uso de força policial contra os jogadores, o comandante do policiamento, o tenente César de Morais, justificou a ação no documento e teria apresentado imagens dos empurrões do goleiro Andrey.

“Ao chegarmos no vestiário, o comandante do policiamento do jogo, tenente César de Morais, nos relatou com palavras e nos apresentou imagens, pelo seu aparelho celular pessoal, mostrando a necessidade do uso de força com cassetete e spray de pimenta para conter os jogadores do Treze FC. Nas imagens, identificamos que o jogador de número 1 da referida equipe, Andrey da Silva Ventura, foi em direção ao policiamento, atingido o escudo com chutes e socos contra a barreira do policiamento”, acrescentou.

Após o jogo, o zagueiro Breno Calixto publicou imagens, ainda no vestiário, para mostrar marcas em seus companheiros. De acordo com o jogador, foram causadas pela confusão com os policiais.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!