Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Vôlei » ESPECIAL SPORTBUZZ!

Saiba onde estão as campeãs olímpicas de vôlei de Pequim 2008!

Algumas das campeãs olímpicas de vôlei já se aposentaram enquanto outras seguem em atividade

Redação Publicado em 14/04/2021, às 13h18

Jogadoras de vôlei campeãs olímpicas em Pequim 2008
Jogadoras de vôlei campeãs olímpicas em Pequim 2008 - GettyImages
Estamos há 100 dias da realização das Olimpíadas de Tóquio e durante toda a história do Brasil na competição, o vôlei foi uma das modalidades mais vitoriosas. Na categoria feminina, as campeãs olímpicas sempre se destacaram e deram o nome no torneio.
 
Porém, de lá para cá muita coisa aconteceu e as atletas que estavam pensando em deixar as quadras se aposentaram e viram os novos nomes do esporte surgirem.
 
Foi em Pequim, 2008, inclusive, que o primeiro título olímpico feminino do vôlei foi conquistado e com direito a uma campanha perfeita, oito jogos e oito vitórias, derrotando os Estados Unidos na decisão por 3 a 1.
 
Aquele time ainda é muito lembrado e utilizado como referência para as novas gerações. Para se ter uma ideia, das doze jogadoras do elenco, dez ainda jogam vôlei profissionalmente, sendo oito na quadra e duas na praia. 
 
Pensando nisso, o SportBuzz te conta aqui por onda anda as campeãs olímpicas de vôlei pelo Brasil que venceram em Pequim 2008. Confira:
 
Sheilla
 
A única oposta daquele elenco hoje está com 37 anos e joga no Athletes Unlimited Volleyball League, dos Estados Unidos. 
 
Na temporada passada, a inesquecível jogadora defendia o Minas, time campeão da Superliga na época e que estava em terceiro lugar na tabela de classificação da temporada 2019/20 quando a competição foi encerrada por conta da pandemia do novo coronavírus.
 
Jaqueline
 
A ponteira Jaqueline, hoje também com 37 anos, defende o Osasco, uma das mais tradicionais equipes da Superliga, que também sofreu na última temporada com o encerramento ainda na fase de classificação por conta da pandemia. 
 
No último mês, a jogadora torceu o tornozelo direito durante as semifinais da Superliga Feminina entre Osasco e Praia Clube depois de tentar um bloqueio ainda no primeiro set do jogo.
 
Fabiana
 
A central, titular em Pequim 2008, está com 36 anos e atuou na última temporada no vôlei japonês, pelo HisamitsuSprings. Ela ainda sonhava com os Jogos Olímpicos de Tóquio, onde faria sua quinta participação, mas também refletia com relação à aposentadoria.
 
Atualmente, a jogadora anunciou que está grávida do compositor ViníciusdePaula e vai realizar um de seus maiores sonhos que é a maternidade. Dessa forma, a participação nas Olimpíadas ficou para trás.
 
Walewska
 
Uma das campeãs olímpicas de vôlei estava em sua terceira Olimpíada em Pequim 2008 e hoje, com 41 anos, permanece no PraiaClube, que chegou até a final da Superliga Feminina de vôlei desta temporada junto com o Minas.
 
Thaísa
 
A central de 33 anos, na época do ouro tinha só 20 e está atualmente no Minas, sendo a melhor bloqueadora e uma das melhores sacadoras da Superliga deste ano.
 
Apesar de ter feito história com a Seleção Brasileira nas Olimpíadas, ao final da Superliga, onde saiu com a vitória, a jogadora anunciou que estava abrindo mão de jogar em Tóquio e estava se aposentando da seleção de vôlei.
 
Valesquinha
 
A meio de rede Valesquinha está com 44 anos e defendeu, na Superliga que foi encerrada em março, o Curitiba. Ela está no clube desde quando o time foi campeão da Superliga B, há três temporadas e permanece por lá.
 
Carol Albuquerque
 
A levantadora CarolAlbuquerque, hoje com 43 anos, atuou no PAOK, da Grécia e atualmente está defendendo o Osasco.
 
Sassá
 
Hoje com 38 anos, Sassá joga pelo Curitiba, mas antes defendeu o Itajaí, time que estava nas quartas de final da Série B do vôlei feminino do Brasil quando a competição foi paralisada no ano passado.
 
Depois de jogar muito tempo como ponteira, em 2015 ela decidiu mudar de posição para se tornar líbero.
 
Mari e Paula
 
As ponteiras titulares do título olímpico em 2008 formam uma dupla de vôlei de praia.PaulaPequeno e Mari estrearam a parceria no início de 2020, disputando uma etapa do Circuito Nacional.
 
Não foram ao pódio, mas mostraram força e depois da pandemia do novo coronavírus, seguiram na disputa do Circuito.
 
Fofão e Fabi
 
Já nas Olimpíadas de Pequim, Fofão estava participando pela quinta vez, que tinha dois bronzes e dois quartos lugares na bagagem. Depois de chegar ao título olímpico, ela fechou a carreira na seleção.
 
Anos depois, em 2015, aos 45, terminou sua carreira no Rio de Janeiro.
 
Fabi seguiu na seleção e chegou ao bicampeonato olímpico em Londres 2012, jogou até 2018 no Rio de Janeiro, quando aos 38, encerrou a carreira e atualmente é comentarista.

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 

 

 
 

 

 

 

 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!