Sportbuzz
Testeira
Vôlei / SUPERLIGA FEMININA

Osasco leva susto diante do Curitiba na Superliga, mas se recupera

Osasco começou errando bastante diante do Curitiba na Superliga Feminina, mas as trocas fizeram toda a diferença para a equipe atropelar os adversários no fim

Redação Publicado em 02/03/2022, às 08h14 - Atualizado às 13h26

Jogadoras do Osasco comemorando diante do Curitiba na Superliga Feminina - Transmissão/Youtube/Canal Vôlei Brasil/N Sports
Jogadoras do Osasco comemorando diante do Curitiba na Superliga Feminina - Transmissão/Youtube/Canal Vôlei Brasil/N Sports

Contando com 24 erros do Osasco, só nos dois primeiros sets, o Curitiba venceu a primeira parcial da partida válida pela Superliga Feminina com bastante facilidade. No entanto, o jogo foi outro na segunda parcial, com as entradas de Kenya e Carla, que fez a equipe mudar da água para o vinho, atropelando a adversária no fim do segundo set e também no terceiro.

Na quarta parcial, a dificuldade ficou um pouco maior, mas a equipe também conseguiu levar e garantir a vitória por 3 sets a 1, com as parciais fechadas em 17/25, 25/18, 25/12, 25/18. Com isso, o Osasco chegou aos 40 pontos somados na tabela de classificação, e continua na quarta colocação.

Canal - SportBuzz

É importante destacar que essa vitória foi fundamental para a continuidade da equipe na Superliga Feminina. Com mais três partidas para serem disputadas na primeira fase, o time de Luizomar encostou no Sesi-Bauru, terceiro colocado com 42 pontos, e abriu quatro de vantagem para o Sesc-Flamengo, que está subindo de produção nessa reta final.

Do outro lado, com a derrota o Curitiba segue em décimo primeiro lugar na tabela de classificação, estando a cinco pontos de sair da zona de rebaixamento. No entanto, para que isso aconteça, a equipe precisa conseguir engatar uma sequência espetacular em seus próximos compromissos para conseguir escapar da queda.

Jogadoras de Osasco e Curitiba na partida da Superliga Feminina
Jogadoras de Osasco e Curitiba na partida da Superliga Feminina (Crédito: Transmissão/Youtube/Canal Vôlei Brasil/N Sports)

 

Assim, o Curitiba volta a jogar pela Superliga Feminina na próxima quinta-feira, 3, quando vai receber o Sesc-Flamengo, às 20h (horário de Brasília). Já do lado das vencedoras do confronto, o Osasco entra em quadra no dia seguinte, na sexta-feira, 4, às 18h30 (horário de Brasília, contra o Brasília, no José Liberatti.

Para atingirem seus objetivos, as equipes vão poder contar com os destaques do confronto. Pelo lado do Osasco, Michelle foi a jogadora mais regular, que conseguiu atuar bem mesmo quando o time estava com uma produção bem ruim. Enquanto isso, a entrada de Kenya e Carla foi importantíssima para a virada, uma vez que a levantadora mudou totalmente a forma de jogar.

Valdez foi a melhor jogadora para a equipe de Curitiba, mas a técnica Helga também foi um dos destaques do confronto, já que jogando contra um time que possui um investimento muito maior, conseguiu organizar sua equipe de um jeito muito consistente, forçando os erros das adversárias e conseguindo jogar de igual para igual.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!