Sportbuzz
Testeira
Vôlei / ADEUS ÀS QUADRAS

Evandro anuncia aposentadoria: “Feliz por tudo o que vivi”

Campeão olímpico de vôlei, oposto Evandro anuncia aposentadoria das quadras aos 40 anos: “Tive lesões nos dois lados do meu corpo, tive títulos... não faltou nada”

Redação Publicado em 14/04/2022, às 18h45

Evandro, campeão olímpico com a Seleção Brasileira de Vôlei - GettyImages
Evandro, campeão olímpico com a Seleção Brasileira de Vôlei - GettyImages

Campeão olímpico de vôlei, Evandro anunciou nesta quinta-feira, 14, sua aposentadoria das quadras aos 40 anos. Em entrevista ao “Globo Esporte”, o medalhista na Rio 2016 com a Seleção Brasileira confirmou que encerrará sua carreira como jogador profissional após 25 anos. O oposto destacou que vai encerrar o ciclo “realizado” e sem “faltar nada”.

“Não faltou nada. Tive lesões nos dois lados do meu corpo, tive títulos...não faltou nada. Hoje, percebo ainda mais como é gostosa a rotina de um atleta profissional. Claro que a gente precisa de muitas coisas, mas a vida de um atleta é muito boa. Dei trabalho para quem conviveu comigo, não sou uma pessoa tão fácil. Mas sou uma pessoa feliz por tudo o que vivi”, disse.

Canal - SportBuzz:

“A gente nunca consegue achar um "por que" definitivo. No meu ponto, é que o corpo não está deixando mais. A cabeça quer, mas o corpo não está mais respondendo da maneira que a cabeça gostaria. Vendo por esse lado, acho que é melhor eu decidir parar com o vôlei, do que ficar tentando jogar e chegar a um momento em que o vôlei vai parar comigo. Parei em um momento nobre, por tudo que vivi na minha carreira”, acrescentou.

Carreira

Natural de Ibirá, no interior de São Paulo, Evandro iniciou sua carreira em 1990, defendendo a equipe de base do Banespa aos 13 anos de idade. Na temporada de 1999/2000, ele conquistou o vice-campeonato da Superliga pela equipe. Em 2007/08, foi campeão nacional pelo Florianópolis. Evandro ainda soma passagens por Suzano, Santo André e Minas.

Evandro e Lucarelli comemoram ouro olímpico na Rio 2016
Evandro e Lucarelli comemoram ouro olímpico na Rio 2016 (Crédito: GettyImages)

 

Além de defender equipes do voleibol nacional, o agora ex-oposto passou por Itália e Argentina. Em 2013 retornou ao Brasil para vestir a camisa do Sesi-SP para atuar por uma temporada antes de se transferir para o cenário japonês. De volta ao país natal em 2016, o campeão olímpico acumulou títulos pelo Cruzeiro: venceu duas vezes a Superliga, além de conquistar o Sul-Americano e o Mundial de Clubes.

“Tenho carinho por cada clube por onde passei. Poucas temporadas da minha carreira foram ruins. Mas o time que vai ficar no meu coração é o Cruzeiro. Foi onde eu passei um tempo maior e recheei o meu currículo de títulos. Ganhamos tudo e alguns títulos foram conquistados mais de uma vez. Parte do coração é azul”, disse Evandro.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Evandro Guerra (@evandroguerra)

 

O jogador foi para ao Kuwait em 2020, mas não se adaptou ao país e retornou ao Brasil após uma temporada. Contratado pelo Vôlei Campinas, ele foi campeão paulista, vice-campeão da Copa do Brasil e faturou o terceiro lugar no Sul-Americano.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!