Sportbuzz
Testeira
Vôlei / RECADO!

Camila Brait manda recado para Tandara após vitória do Brasil na semifinal nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Camila Brait, líbero da Seleção Brasileira, demonstrou união do grupo e desejou força para Tandara

Redação Publicado em 06/08/2021, às 10h52

Camila Brait manda recado para Tandara - Getty Images
Camila Brait manda recado para Tandara - Getty Images

Na manhã desta sexta-feira, 6, a seleção feminina do Brasil venceu a Coréia do Sul na semifinal nos Jogos Olímpicos de Tóquio por 3x0 e agora se prepara para encarar os Estados Unidos na grande decisão pela medalha de ouro.

A partida contra a Coréia foi marcada por grande superioridade do Brasil, que venceu os três sets por 25x16. A tranquilidade veio graças à união e à concentração das jogadoras brasileiras em cada jogada. 

Além da preocupação com a partida, a delegação brasileira sofreu o baque de ver Tandara, uma de suas melhores jogadoras, ser suspensa temporariamente após suposta violação das regras antidopagem.

Em entrevista ao SporTV após a partida, Camila Brait falou sobre o caso, desejou forças à Tandara e revelou que o grupo jogará por ela.

"A gente ficou muito triste, né? A Tandara faz muito parte desse grupo. A gente vai torcer para ela conseguir provar a inocência dela e agora nós vamos jogar por ela, para a gente conseguir ganhar essa final por ela, pelo grupo. O time está muito forte. É isso. Tand, um beijo, fica com Deus e vai dar tudo certo", falou a líbero da Seleção Brasileira.

Há alguns anos Tandara é um dos principais nomes que atuam pelo Brasil. A grande qualidade, mesclada com a experiência fazia com que ela fosse, junto com Gabi e Fernanda Garay, uma das atacantes mais influentes do grupo.

Segundo a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) a substância consumida pela atleta foi a "Ostarina", proibida dentro e fora de competições. A atleta ainda tem o direito a defesa, mas já segue caminho de volta para o Brasil e não atua mais nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Confira a nota publicada pela ABCD

"Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) esclarece que o processo de controle de dopagem do caso da atleta da seleção brasileira feminina de vôlei, Tandara Caixeta, seguiu todos os padrões internacionais estabelecidos pela Agência Mundial Antidopagem (AMA-WADA).

Informamos que a coleta do material biológico da atleta foi realizada fora de competição, em 7 de julho de 2021, no Centro de Treinamento de vôlei de quadra da seleção, em Saquarema/RJ, mesmo momento em que todas as demais atletas da equipe também forneceram o material.

Ao receber, no dia 5 de agosto de 2021, o resultado do Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD), único credenciado pela WADA na América Latina, foi constatada a presença da substância Ostarina, que pelo Código Brasileiro Antidopagem implica na aplicação obrigatória de uma suspensão provisória da atleta.

A Ostarina é uma substância não especificada, proibida em competição e fora de competição. Pertence a classe: S1.2 Agentes Anabolizantes – Outros Agentes Anabolizantes – SARMS da Lista de substâncias e métodos proibidos da AMA-WADA.

A ABCD seguirá os trâmites processuais do caso em sigilo para proteger os direitos da atleta."


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!