Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Vôlei / VÔLEI DE PRAIA

Atletas do vôlei de praia se unem e boicotam Circuito Brasileiro

Novo sistema adotado pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) para o Circuito Brasileiro não agradou aos atletas, que decidiram não participar

Redação Publicado em 21/01/2022, às 14h18

Atleta de vôlei de praia durante o Circuito Brasileiro de vôlei - GettyImages
Atleta de vôlei de praia durante o Circuito Brasileiro de vôlei - GettyImages

A primeira etapa do Circuito Brasileiro de vôlei de praia não vai contar com alguns dos principais nomes brasileiros da modalidade. Acontece que as duplas mais famosas do país se uniram e resolveram boicotar o torneio depois que a CBV mudou o formato. As inscrições terminaram às 17h (horário de Brasília) desta quarta-feira, 19, e o nome dos atletas não contava no sistema.

Outro ponto que está sendo questionado pelos atletas que não se inscreveram é sobre o processo de implementação do sistema. Segundo informações apuradas pelo site "Globo Esporte", os atletas criticaram algumas escolhas que foram feitas pela entidade, além de não terem se sentido parte do processo de mudança feito por ela. 

Canal - SportBuzz

Sendo considerada como a melhor dupla do Brasil na atualidade no vôlei de praia, Duda e sua parceira Ana Patricia não fizeram suas inscrições. Os líderes do ranking, Vitor Felipe/Renato e Carol/Bárbara Seixas também não colocaram seus nomes dentro do prazo estabelecido pela CBV para o cadastro do torneio.

Campeão olímpico em 2016, Alison não se inscreveu para a etapa inicial mesmo antes de sair de férias. No entanto, ele também está junto com o grupo de jogadores que estão incomodados com a nova forma proposta feita pela CBV, segundo a reportagem. O site entrou em contato com Vitor Felipe, parceiro de Renato, que criticou o novo formato do Circuito Brasileiro.

Duda e Ana Patrícia não se inscreveram no Circuito Brasileiro
Duda e Ana Patrícia, dupla que não se inscreveu no Circuito Brasileiro de vôlei (Crédito: Divulgação/Raphael Oliveira/EAZPhoto)

"A decisão não foi só minha, foi tomada com a comissão e com 95% dos atletas. Saiu o regulamento e não ficamos de acordo com muita coisa, sem pensar individualmente, pensando no vôlei de praia como um todo. A gente decidiu não se inscrever para tentar uma melhora. Não tinha como aceitarmos tudo isso, visando os próximos anos, porque a França está logo ali. O vôlei de praia sempre trouxe medalha, no Japão foi a primeira vez que não trouxe. Temos uma história a ser respeitada. Queremos brigar pelo que a gente merece. Queremos respeito, é a palavra principal de tudo isso. A gente merece, temos muitas medalhas e atletas renomados que merecem esse respeito", contou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!