Sportbuzz
Testeira
Vôlei / CASO ENCERRADO!

Após desfecho do caso Maurício Souza, Douglas celebra: "Homofobia não é opinião"

Douglas foi um dos primeiros atletas do vôlei a comentar o caso de homofobia cometido por Maurício Souza nas redes sociais, e se posicionou diversas vezes contra o preconceito

Redação Publicado em 28/10/2021, às 09h05

Douglas, companheiro de seleção de Maurício Souza comemorando - GettyImages
Douglas, companheiro de seleção de Maurício Souza comemorando - GettyImages

Na noite desta quarta-feira, 27, o ponteiro Douglas comemorou o desfecho do caso de homofobia praticado por Maurício Souza nas redes sociais. Depois de ter sido afastado por tempo indeterminado, e por ter recebido uma multa do Minas Tênis Clube, time que até então defendia, o atleta teve seu contrato rescindido com a equipe.

Através da sua conta oficial no "Twitter", Douglas celebrou o fato de as falas de Maurício Souza terem resultado em uma punição ao atleta, principalmente pelo fato de casos assim hoje em dia passarem em branco, ou acabarem sendo esquecidos, e o praticante da homofobia sair impune, sem sofrer as consequências do seu preconceito.

"Homofobia não é opinião. Grande dia", escreveu o jogador.

Vale lembrar que toda a polêmica começou há cerca de duas semanas, quando a DC Comics anunciou que o novo Super-Homem, filho de Clark Kent, vai se descobrir bissexual nas próximas edições das histórias em quadrinhos. No dia da divulgação, o assunto se tornou um dos mais comentados nas redes sociais, e também movimentou jogadores do vôlei brasileiro.

Depois da publicação da editora, Maurício Souza postou uma foto da matéria que falava do Super-Homem e fez críticas à decisão da DC. Rapidamente seu comentário foi criticado por internautas e personalidades do esporte, ainda que por outro lado, ele tenha recebido apoio em suas palavras.

"Ah é só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar", escreveu o central, que ainda recebeu mensagens de apoio de atletas como Wallace e Sidão.

Por conta de toda a repercussão que o post dele causou, na segunda-feira, 25, o Minas Tênis Clube acabou se manifestando sobre o caso. Em nota divulgada nas redes sociais, o clube afirmou que respeita a liberdade de opinião de cada atleta, mas que não aceita declarações homofóbicas, racistas ou preconceituosas.

Para rebater o comentário do companheiro de equipe, o ponteiro Douglas, destaque da Seleção Brasileira de vôlei nas Olimpíadas, e que faz parte da comunidade LGBTQIA+ postou a mesma imagem, mas com dizeres totalmente diferentes ao exposto por Maurício. Sem citar o nome do agora ex-companheiro de seleção, ele comemorou a representatividade no quadrinho.

"Engraçado que eu não virei heterossexual vendo os super-heróis homens beijando mulheres. Se uma imagem como essa te preocupa, sinto muito, mas eu tenho uma novidade pra sua heterossexualidade frágil. Vai ter beijo sim. Obrigado DC por pensar em representar todos nós e não só uma parte ❤️", publicou.

Quando essa manifestação de opinião de Douglas aconteceu, o assunto já tinha ganhado uma grande repercussão nas redes sociais, depois de os internautas considerarem as postagens como indiretas entre os companheiros de seleção. Isso porque nos comentários da foto de Maurício, outros jogadores também falaram sobre o assunto, o apoiando.

No entanto, apesar de todas as críticas que recebeu com seu protesto, Maurício continuou reforçando sua opinião nas redes sociais, ainda que novamente voltou a se deparar com comentários dos seguidores que não concordavam com seu posicionamento, e ainda deixando claro que se tratava de homofobia, que pode ser enquadrado como crime.

"Hoje em dia o certo é errado e o errado é certo... Não se depender de mim. Se tem que escolher um lado eu fico do lado que eu acho certo! Fico com minhas crenças, valores e ideias", escreveu no "Instagram".


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!