Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz

Willian Colorado reconquista cinturão e lidera festa sergipana no Jungle Fight 118

Com ginásio lotado, lutadores e fãs de Sergipe tiveram uma noite inesquecível

Leonardo Fabri Publicado em 30/07/2023, às 05h53

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Colorado encerrou a noite sergipana com chave de ouro - Leonardo Fabri
Colorado encerrou a noite sergipana com chave de ouro - Leonardo Fabri

O exército de lutadores sergipanos não decepcionou os mais de 7 mil fãs de MMA que incendiaram o ginásio Constâncio Vieira na 118ª edição do Jungle Fight, realizado neste sábado (29/7), em Aracaju. Dos 11 atletas locais que subiram à arena, 9 saíram com o braço levantado.

Destaque para o ídolo local Willian Colorado, que superou o amazonense Julio “Tyson” Pereira por decisão unânime numa verdadeira guerra de cinco rounds e reconquistou o cinturão peso-pena do maior evento de MMA da América Latina.

Willian Colorado soube tirar vantagem de sua maior envergadura, encontrou a distância logo nos primeiros momentos de luta, conseguiu evitar que Julio “Tyson” entrasse em seu raio de ação e conectou as melhores combinações.

Foi assim na maior parte dos cinco rounds, com exceção do último, no qual, por confiar em sua superioridade nos anteriores, o anfitrião tentou cozinhar a luta, dando brecha para o oponente crescer. Mas não foi o suficiente.

"Eu treino pra travar as maiores guerras desse mundo, e essa foi a primeira vez que alguém me fez suar um pouquinho, pois venho nocauteando todo mundo no primeiro ou no segundo round. Foi uma honra lutar com o Julio Pereira. Foi lindo, sete mil sergipanos me empurrando a cada segundo. É a prova que a favela venceu. O próximo passo é o UFC São Paulo, em novembro. Dana White, me dê uma chance! Sou o melhor peso por peso do Brasil", celebrou Colorado.

Além de Colorado, também inflamaram o público o meio-médio Anderson “Astro da Maldade", que levou a melhor sobre Júnior Melo com um nocaute técnico (socos no ground and pound) no segundo round, Marcelo “Guará" e Fabrício “Alagoinhas”, responsáveis por baterem Júnior Melo e Isaque Silva, respectivamente, enchendo o governador Fábio Mitidieri de orgulho.

"Fantástico! 7 mil pessoas prestigiando o maior evento de MMA da América Latina na reinauguração do nosso ginásio Constâncio Vieira, que merecia um evento desse porte. O público curtiu, se divertiu. Nosso povo sergipano fez bonito. O que a gente viu hoje foi o melhor do MMA brasileiro e encerramos a noite com chave de ouro com o cinturão ficando aqui", enfatizou o governador.

Quem também exaltou a festa do povo sergipano e a atuação dos atletas foi Wallid Ismail, que incluiu a edição na lista dos melhores shows dos 20 anos de Jungle Fight.

"Que guerra! Só lutão. Isso mostra a força do Brasil, reforça que temos guerreiros em todos os estados, necessitando apenas de oportunidade, e esse é o meu trabalho com o Jungle, dar oportunidade. Esses guerreiros que lutaram hoje serão reconhecidos na rua e espero que isso atraia apoio, patrocínio, idolatria do povo. É por isso que o Jungle Fight é o Brasileirão do MMA. E essa edição aqui em Sergipe foi uma das mais bonitas da história do Jungle Fight. Histórico!", destacou o presidente do Jungle.

Em sua 119ª edição, marcada para o dia 26 de agosto, o Jungle Fight retorna à capital paulista com a disputa do cinturão dos meio-médios, entre o atual campeão, Arcângelo “Anjo", e o ex-campeão Vanderlei “Soul Glow". No primeiro encontro entre eles, em maio, “Anjo” tomou o título de “Sou Glow” por decisão dividida após uma batalha de cinco rounds.

Confira abaixo os resultados do evento:

Jungle Fight 118
Aracaju, Sergipe
29 de julho de 2023

Willian Colorado venceu Júlio "Tyson” Pereira por decisão unânime
Anderson “Astro da Maldade” venceu Júnior Melo por TKO aos 1:32 do R2
Marcelo "Guará” finalizou Isaque da Silva com um armlock aos 1:25 do R2
Isaí Ramos finalizou José Newton Júnior com um mata-leão aos 1:21 do R2
Fabrício "Alagoinhas” venceu Kleyton Alves por desistência aos 2:51 do R1
Ítalo Ribeiro venceu Fhabio “Mir” por decisão unânime
Danusio “Terrorista” finalizou Carlos “Kaique King” com um armlock aos 2:02 do R2
Nícolas Sávio venceu Geovane “Braço” por TKO aos 4:29 do R2
Robison “Tchunay” venceu Henrique "Goku" da Silva por decisão dividida
Antonio "Tarquínio" finalizou Vinicius “Prodígio” com um mata-leão aos 3:08 do R3
Salmy Samurai finalizou Emerson Assunção com um mata-leão aos 2:19 do R1
Cássio Henrique “Tu-tubarão" x Jairo "Teiú" Costa com um triângulo aos 1:08 do R3