Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz

Williams renova contrato com Mercedes, e chefe da equipe diz: “ É fantástico”

Equipes tradicionais, Williams e Mercedes continuam parceria para enfrentar novos regulamentos de motores a partir de 2026

Diogo Figueiredo, sob supervisão de Gabriella Vivere Publicado em 08/01/2024, às 18h18

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Williams renova contrato com motores Mercedes - Foto: Divulgação Williams
Williams renova contrato com motores Mercedes - Foto: Divulgação Williams

A equipe de Fórmula 1 Williams oficializou a renovação de seu contrato com os motores da Mercedes, estendendo a parceria até o final da temporada de 2030. A confirmação foi feita em meio aos preparativos das equipes para os novos regulamentos de motores que entrarão em vigor em 2026 na F1, os quais manterão as unidades de potência turbo-híbridas, porém, apresentarão um aumento na entrada de energia elétrica.

A Mercedes, que já havia prolongado sua colaboração com a McLaren no ano passado, agora assegurou a continuidade da Williams como parte de sua clientela. O chefe da equipe Williams, James Vowles, expressou entusiasmo com a prorrogação do contrato, destacando a solidez do relacionamento desde a introdução dos atuais regulamentos de unidades de potência.

James Vowles afirmou: "É fantástico estender nossa parceria até 2030. Temos tido um relacionamento sólido com eles desde a introdução dos atuais regulamentos de unidades de potência e esperamos continuar com isso na próxima era". Ele elogiou o compromisso e apoio da Mercedes à estratégia da Williams e manifestou a expectativa de enfrentar os novos desafios regulamentares com paixão e entusiasmo.

O chefe do time de F1 da Mercedes, Toto Wolff, também expressou satisfação com a renovação, destacando a história e os sucessos notáveis da Williams ao longo da parceria. Wolff ressaltou a evolução da relação de trabalho nas últimas décadas e enfatizou o desejo de continuar a abordagem produtiva enquanto avançam para a próxima geração de unidades de potência em 2026.

Desde o início da era turbo-híbrida em 2014, a Williams tem utilizado motores Mercedes, resultando em 18 pódios. Os melhores desempenhos conjuntos foram em 2014 e 2015, quando a Williams conquistou o terceiro lugar geral no campeonato de construtores.