Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Mais Esportes / APARTAÇÃO

Tetracampeão brasileiro de apartação mira a Tríplice Coroa e o mundial

Olavo Coutinho Nogueira representa o Brasil no principal palco da modalidade no mundo

Leonardo Fabri Publicado em 16/06/2023, às 11h42

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Olavo em ação nos EUA - Arquivo Pessoal
Olavo em ação nos EUA - Arquivo Pessoal

Se há alguma disputa esportiva, há brasileiro competindo, mesmo que a modalidade não seja popular no país. É o caso da apartação, esporte em que um cavaleiro e seu cavalo são julgados pelas suas capacidades de separar um único bovino de um rebanho e mantê-lo afastado por um curto espaço de tempo, ação rotineira em fazendas, mas que no âmbito esportivo movimenta fãs e dinheiro.

Vindo do município paulista de Rubiácea, que fica a quase 500km da capital, Olavo Coutinho Nogueira é atualmente um dos grandes nomes do Brasil na modalidade. Multicampeão no país, incluindo um tetracampeonato brasileiro pela Associação Nacional de Cavalo de Apartação (ANCA), o cavaleiro hoje está presente no principal palco de Apartação do mundo, o Will Rogers Coliseum, no Texas, EUA.

Na icônica arena de apartação, Olavo chegou às finais do NCHA Futurity e do NCHA Super Stakes, que são as duas primeiras provas da Tríplice Coroa da apartação. O cavaleiro brasileiro foi campeão do The Arbuckle Futurity e do Breeder’s Invitational, ambos em Oklahoma; e em competições que contam para a classificação para o mundial da modalidade.

"A próxima será o Summer Spectacular (Derby), que também acontece no Will Rogers Coliseum e é a terceira prova da tríplice coroa da NCHA. Será do dia 15 de Julho ao dia 04 de Agosto/2023", lembra Olavo, que não esconde o seu principal objetivo. "Ganhar as provas da Tríplice Coroa da NCHA (Futurity, Super Stakes e Derby) no Will Rogers Coliseum e ser Campeão Mundial pela AQHA e NCHA!".

Confira abaixo a entrevista completa com o cavaleiro brasileiro e entenda um pouco mais como funciona o cenário competitivo de apartação:

O que um bom cavaleiro precisa ter para se destacar na modalidade apartação?

Olavo C. Nogueira: Eu acredito que assim como em outros esportes, é preciso ter foco, dedicação e disciplina. Duas coisas particulares da Apartação são, conjunto com o seu cavalo e paciência. Quanto mais você conhecer e montar no seu cavalo, maiores as chances de sucesso nas competições e em relação a paciência, eu acredito que você tentar fazer com que as coisas aconteçam, mais atrapalha do que ajuda. Você tem que confiar no seu animal e reagir rápido ao que acontece entre o cavalo e o boi.

Com qual idade é indicada a iniciação do cavalo na modalidade e o contato com o cavaleiro? Em média, quantos anos dura essa parceria quando se obtém sucesso?

OCN: Em geral os animais são iniciados e têm o primeiro contato com o cavaleiro com 1 ano e 8 meses a 2 anos, e só competem pela primeira vez no Futurity (Potro do Futuro), quando tem 3 anos e 6 meses a 3 anos e 10 meses. Depois eles tem mais 3 anos de provas de idade (1 ano na Categoria Junior e 2 na Categoria Classic) e por fim, alguns animais competem durante mais alguns anos em provas de finais de semana e no Mundial. Quando eu crio uma grande conexão com um animal, gosto de competir por vários anos com ele e vou mudando as competições de acordo com as provas que ele pode competir (idade do animal).

Existe negociação de passe de cavalos no auge?

OCN: Sim, é muito comum a compra e venda dos animais que competem conosco na Apartação. Atualmente, devido a série Yellowstone, a grandes investidores e a divulgação do esporte nas mídias sociais, o mercado está superaquecido e os valores bem altos. Como exemplo, das três éguas que monto aqui, uma foi comprada antes dela estrear, mas as outras duas eu já tinham campanha quando foram negociadas.

Quais os nomes dos seus cavalos de competição?

OCN: No Brasil eu competi com alguns cavalos durante os anos, mas os mais especiais foram Adria Pepto Cat, Curly Rey DMFR, JSA Comanche Smooth, Cat Peppy HMR, Peptosmartboon e Kat Rey. Aqui nos Estados Unidos, estou competindo em três éguas que gosto muito: Meteculous (MM), Champayne Supernova (Sol) e Meytallic (Mey).

Qual sua rotina de treinamento? Quantas vezes por semana e quantas horas por dia?

OCN: Eu moro em Bentonville, no Arkansas, e treino no Willow Spring Ranch, que fica a 30 minutos daqui, em Jay, Oklahoma. Montamos de segunda a sábado, mais ou menos umas 6 horas por dia.

Como funcionam as qualificações para as competições?

OCN: Depende da competição. Nas provas menores, que chamamos de provas de finais de semana, você paga a inscrição e compete. Nas provas da tríplice coroa da NCHA (Futurity, Super Stakes e Derby), você paga a inscrição para participar da primeira classificatória, mas precisa passar por mais uma ou duas classificatórias para chegar à final. E no Mundial, são classificados os 15 cavaleiros/cavalos que mais somarem ganhos nas provas menores (de finais de semana) no final do ano.

Quais seus principais títulos e resultados no Brasil?

OCN: Tetracampeão Nacional pela ANCA.
Tetracampeão do Derby da ANCA.
Campeão do Potro do Futuro da ANCA.
Campeão do Super Stakes da ANCA.
Melhor Non-Pro da ANCA em 2021.
Melhor Amador da ANCA em 2017 e 2018.
Bicampeão do Congresso da ABQM.
Campeão da Copa dos Campeões da ABQM.
Campeão Nacional da ABQM.
Hexacampeão Sulmatogrossense pelo NSMCA.
Pentacampeão Paulista pelo NPCA.
Campeão do Potro do Futuro da ABTCA.

E nos EUA?

OCN: Disputei o NCHA Futurity e o NCHA Super Stakes em Fort Worth-TX, no Will Rogers Coliseum, a principal arena de Apartação do Mundo e fiz as finais nos dois eventos que são as duas primeiras provas da Tríplice Coroa.Disputei o Brazos Bash, em Weatherford-TX e também fiz a final. Este ano fui campeão do The Arbuckle Futurity em Ardmore, Oklahoma e do Breeder’s Invitational em Tulsa, Oklahoma. Também disputei provas menores em Oklahoma e no Missouri, que contam pra se classificar pro Mundial.

Quais as próximas ou a principal competição que você deve disputar nos EUA? Onde será?

OCN: A próxima prova será o Summer Spectacular (Derby), que também acontece no Will Rogers Coliseum (Fort Worth-TX) e é a terceira prova da tríplice coroa da NCHA. A prova acontecerá do dia 15 de Julho ao dia 04 de Agosto/2023.

Algum brasileiro já teve ou tem destaque no cenário internacional ou você busca ser o primeiro?

OCN: Admiro o Armando Costa Neto, que também começou no Brasil e depois veio pros Estados Unidos para competir como Amador, depois Non Pro e hoje é treinador aqui. Ele é o único vencedor na história da tríplice coroa da NCHA na categoria Non Pro.

Quais os principais títulos que você almeja na carreira?

OCN: Ganhar as provas da Tríplice Coroa da NCHA (Futurity, Super Stakes e Derby) no Will Rogers Coliseum e ser Campeão Mundial pela AQHA e NCHA!