Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Mais Esportes / Fórmula 1

Mercedes marca reunião com Verstappen após gp de miami

Max Verstappen tem reunião marcada com acionistas da Mercedes para discutir mudança já na temporada 2025 da Fórmula 1

Diogo Figueiredo, sob supervisão de Gabriella Vivere Publicado em 26/04/2024, às 18h30

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Max Verstappen - GettyImages
Max Verstappen - GettyImages

Apesar de afirmar anteriormente que as chances de deixar a Red Bull no ano que vem diminuíram, Max Verstappen ainda não fechou as portas para a Mercedes. Piloto e equipe irão se encontrar após o GP de Miami para discutir a possibilidade de que o tricampeão decida rescindir o contrato com o time dos energéticos no fim do ano e virar o substituto de Lewis Hamilton na Mercedes.

A informação é do portal alemão F1-Insider. De acordo com o veículo, o encontro já está marcado e vai acontecer em algum momento das duas semanas entre a corrida de Miami, marcada para o primeiro domingo de maio, e o GP da Emília-Romanha, em Ímola.

Os Verstappen, como se sabe, estão bastante desagrados com a situação interna da equipe desde a acusação de comportamento inadequado contra o chefe Christian Horner por parte de uma funcionária. Após investigação interna, Horner seguiu à frente da equipe e a funcionária terminou afastada. Foi apenas o começo de uma queda de braços interna pelo controle da Red Bull. Horner tem o apoio da divisão tailandesa, dona de 51% das ações da companhia; enquanto isso, do outro lado, estão Helmut Marko e a divisão austríaca, que está à frente das decisões executivas.

Segundo o veículo alemão, a reunião não gira em torno de ofertas financeiras. Em primeiro lugar, porque a Mercedes tem capacidade financeira para pagar o que Verstappen quiser, até porque os valores pagos a Hamilton, de estimados US$ 50 milhões (cerca de R$ 258 milhões, na cotação do dia) por temporada, passam a estar vagos. Além disso, a Mercedes F1 lucrou US$ 104 milhões (cerca de R$ 538 milhões) contando apenas em 2023.

Sobretudo, porém, porque o tricampeão está mais preocupado com outras questões. Como, por exemplo, uma garantia de que o carro será melhor que os dos últimos três anos. Verstappen quer uma garantia que esse será o caso. O piloto deixa claro para a Mercedes que gostaria de levar consigo algumas pessoas da parte técnica da Red Bull. A análise do entorno de Verstappen é que a equipe se enfraqueceria bastante sem Max.