Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz

Jungle Fight 113 consagra Bruno ‘Guerra’, Kaynan ‘Bahia’ e Marcirley Durin'

Trio encerrou 2022 em posse do cinturão de suas categorias

Leonardo Fabri Publicado em 12/12/2022, às 00h58

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Bruno 'Guerra' ratificou o título dos penas - Leonardo Fabri
Bruno 'Guerra' ratificou o título dos penas - Leonardo Fabri

O Jungle Fight encerrou a temporada de 2022 com chave de ouro. Em sua 113ª edição, realizada neste domingo, 11, o maior evento de MMA da América Latina coroou dois novos campeões em três disputas de cinturão. O único que ratificou o posto foi o paulista radicado no Ceará Bruno “Guerra” Fontes.

Campeão dos penas, ele manteve o cinturão em uma disputa equilibrada contra o ex-duplo campeão peso-pena e galo Willian Colorado, de Sergipe. Apesar de um combate no qual ambos tiveram bons momentos, “Guerra” se mostrou superior na maior parte do tempo e coroou a atuação com um mata-leão no quinto round.

Na disputa mais sangrenta da noite, o baiano radicado em Bauru-SP Kayan "Bahia” Kruschewsky tomou o cinturão peso leve do ex-parceiro de treinos John Snake, de Alagoas, em um duelo recheado de rivalidade. Após quatro rounds de agressividade de ambas as partes, Kaynan se mostrou mais inteiro e finalizou com uma guilhotina.

Na divisão dos galos, o título permaneceu no Norte, mas saiu do Amazonas para o Pará. O responsável pela mudança foi Marcirley “Durin", que dominou o então campeão Julio “Tyson” Pereira desde o início de luta, aplicando knockdown e definindo com um nocaute no segundo round, sangrando-se o novo campeão.

Assim como as disputas de cinturão, as outras seis lutas do card foram bastante movimentadas, com apenas uma delas indo para a decisão dos jurados. Destaques para o nocaute relâmpago - apenas de 17 segundos - de Lucas Campos em Jamison “Cisterna”; e para a finalização de Jefferson Costa sobre “Black Diamod".

Presidente do Jungle Fight, Wallid Ismail parabenizou todos os atletas que passaram pela arena do Jungle Fight em 2022 e agradeceu ao apoio dos patrocinadores, em especial o vereador de São Paulo George Hato e ao prefeito, Ricardo Nunes, que ajudaram na promoção de cinco eventos somente este ano.

“Quem ajuda o esporte, tem meu apoio total, e quem apoia os meus guerreiros, eu incentivo mesmo, porque é realmente importante mostrar quem ajuda o nosso esporte. Por isso somos líderes de audiência, graças aos nossos apoiadores, que sempre terão um lugar especial", destacou Wallid.

“Se este ano foram cinco eventos, vamos pelo menos repetir este número em 2023", completou George Hato.

Confira abaixo os resultados do evento:

Jungle Fight 113
São Paulo, SP
11 de dezembro de 2022

Bruno "Guerra" Fontes (CE) venceu Willian Colorado (SE) por finalização (mata-leão) aos 3:48 do R5

Kaynan “Bahia” Kruschewsky (BA) venceu John Snake (AL) por finalização (guilhotina) aos 4:21 do R4

Marciley Durin (PA) venceu Julio "Tyson" Pereira (AM) por TKO aos 3:08 do R2

Caíque Araújo (SP) venceu Jean Felipe de Souza (MG) POR TKO aos 0:58 do R3

Jefferson Costa (SC) venceu Marco "Black Diamond" (SP) por finalização (mata-leão) aos 3:03 do R1

Kibedy Gordon (ISRAEL) venceu Marral Kalaga (MA) por decisão unânime

Mateus Fidélis (MG) venceu Renan Goiás (SP) por TKO aos 3:17 do R3

Lucas Campos (SP) venceu Jaimison Cisterna (SP) por nocaute aos 0:17 do R1

Rodrigo Miag (SP) venceu André Luis Rodrigues (RO) por TKO a 1:44 do R2