Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Mais Esportes / Futebol

Ídolo de Vasco e Cruzeiro anuncia aposentadoria do futebol

Zagueiro Dedé decide parar aos 35 anos: seu último jogo foi pelo Athletico-PR na Copa do Brasil 2022

Redação Publicado em 04/07/2023, às 17h51

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Dedé, no Vasco, em 2011 - Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.br
Dedé, no Vasco, em 2011 - Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.br

Ídolo de Vasco e Cruzeiro, o zagueiro Dedé anunciou a aposentadoria do futebol, na tarde desta terça-feira (4/7). Por meio de suas redes sociais, o jogador de 35 anos comunicou que não vai mais atuar profissionalmente.

"Amadureci esta ideia por muitos meses. Pensei, refleti e entendi que era o momento de agradecer, sempre, e, por respeito a todos que acompanharam minha carreira, a ascensão, os muitos títulos, conquistas, premiações pessoais, reconhecimento, sucessos, batalhas, dificuldades, superação, lesões, incompreensão e dezenas de páginas com uma linda história, tinha obrigação de comunicar que hoje, aos 35 anos, com este novo ciclo iniciado no último sábado, anúncio, oficialmente, o final da minha trajetória no futebol", comunicou.

A última partida de Dedé como profissional foi pelo Athletico Paranaense, na única vez que o jogador entrou em campo com a camisa rubro-negra, no jogo contra o Tocantinópolis, pela Copa do Brasil de 2022.

Trajetória de Dedé

Cria do Volta Redonda, Dedé ganhou notoriedade no futebol brasileiro com a camisa do Vasco. Visto como um dos defensores mais promissores da época, o zagueiro foi um dos pilares da conquista cruz-maltina da Copa do Brasil, em 2011. Tamanho foi o sucesso em São Januário, que o jogador ganhou status de ídolo, sendo chamado de "mito" pela torcida vascaína e, de quebra, recebeu suas primeiras oportunidades na Seleção Brasileira.

Na sequência, já longe da Colina História, Dedé acertou sua transferência para o Cruzeiro e, por lá, deu sequência à sua trajetória vencedora. Com a camisa celeste, o jogador foi bicampeão brasileiro e da Copa do Brasil. Em contrapartida, foi na Toca da Raposa, porém, que o defensor começou a conviver com lesões gravíssimas no joelho, que o tiraram de diversas temporadas.

Sem conseguir voltar a jogar em alto nível, Dedé ainda passou por um problemático processo de rescisão contratual com a Raposa e, após quase três anos de inatividade, tentou uma retomada com passagens por Ponte Preta e Athletico Paranaense, mas voltou a ser atrapalhado por problemas físicos.