Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Mais Esportes / FUTEBOL!

Camisa do Palmeiras não será usada por novo atacante; designer de moda Beatriz Barhouch analisa peça

Confira os detalhes que tornam uniforme especial e saiba porquê novo atacante não poderá usá-la na Libertadores

Redação Publicado em 29/09/2023, às 12h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Nos últimos cinco jogos, o Palmeiras marcou apenas um gol, chamando atenção para uma fase negativa do attaque do time. Com as dificuldades e com a ausência do Dudu, muitos torcedores desejam saber se existe a possibilidade do time contratar outro atacante e inscrevê-lo na Libertadores. Vale recordar que ontem (28), o time brasileiro empatou com o Boca Juniors sem marcar gols.

Entretanto, um novo atleta não deve vestir a camisa do time na competição. Ainda que fosse a vontade da equipe, a inscrição para os jogadores na Libertadores só poderia ser feita com 72h de antecedência do início das semifinais do torneio.

E, falando em camisa, ecentemente, o Palmeiras lançou um novo uniforme do time, para celebrar com 109 anos do clube, sendo esta a terceira camisa da comemoração "O Coração da Terceira Academia". A peça chega com detalhes especiais para os torcedores e a designer de moda Beatriz Barhouch explicou mais sobre os elementos de design da peça.

A profissional definiu a visão do Palmeiras como "inovadora e emocionante". Beatriz Barhouch comentou como cada elemento se incorpora: "Os batimentos cardíacos dos jogadores no design frontal, eles conectam a paixão dos torcedores com o desempenho dentro de campo". Ela ainda considera a decisão de utilizar os batimentos cardíacos dos jogadores em zig-zag na camisa como uma escolha 'genial'. "A conexão entre a pulsação do jogo e o design da peça é uma representação visual única da paixão e intensidade que os jogadores trazem para o campo".
Vale ressaltar ainda que a camisa é uma colaboração entre o Palmeiras e a Puma, trazendo inovação à moda no segmento esportivo e também homenageando a história do clube. Além do visual e da criatividade utilizados no uniforme, Beatriz Barbouch também chama atenção para a tecnologia da roupa, com uma versão para jogadores e outra para  torcedores.
"Com sua camada de tinta em relevo, a tecnologia emborrachada traz uma experiência tátil única, funcionando perfeitamente para trazer destaque às peças esportivas visualmente. Já a tecnologia à base d'água entrega estampas suaves, oferecendo uma sensação leve e confortável, ideal para roupas casuais e do dia a dia", explica. "São abordagens distintas, cada uma trazendo seu próprio toque especial para a moda", conclui a designer.
*com colaboração de Savanna Machado