Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Tênis / US OPEN 2023

Quem é Ben Shelton, semifinalista do US Open aos 20 anos de idade

Ben Shelton surpreendeu os espectadores ao derrotar Frances Tiafoe no US Open pelas quartas de final; norte-americano é filho de ex-jogador e se destaca por estilo ‘agressivo’

Ben Shelton, semifinalista do US Open - Getty Images
Ben Shelton, semifinalista do US Open - Getty Images

Ben Shelton é uma das grandes surpresas do US Open. O norte-americano de apenas 20 anos de idade bateu o compatriota Frances Tiafoe e avançou às semifinais do Grande Aberto. Em 2022, o jogador não estava sequer entre os 500 melhores tenistas do mundo. Neste ano, disparou para a 35ª colocação após o Grand Slam da Austrália.

Shelton já havia chamado a atenção do público quando derrotou o finalista do último US Open, Casper Ruud, no ATP Masters 1000 de Cincinnati. Embora seja, atualmente, uma das grandes promessas do tênis global, o jovem nem sempre gostou do esporte. Porém, a influência de seu pai, que é o ex-jogador Bryan Shelton, e de sua irmã atleta-estudante mudou a perspectiva do semifinalista.

“Sei que comecei tarde no tênis, mas me apaixonei pelo esporte”, disse Shelton em entrevista ao ‘On Running’. “Eu via minha irmã, ela jogava todos esses torneios, viajava para todos esses lugares diferentes. Eu pensei: ‘Cara, ela tem autorização para sair da escola para praticar esportes, viajar e ficar em hotéis’”, completou. Assim, uma paixão inesperada pelo esporte da bolinha amarela surgia.

Com um estilo mais agressivo e, algumas vezes, até arriscado, Shelton tem uma tarefa dura pela frente: enfrentar Novak Djokovic, o maior vencedor de Grand Slams no masculino simples e número 2 do mundo pelo ATP ranking. O confronto está marcado para esta sexta-feira, 8, com horário ainda a definir.

Ben Shelton, semifinalista do US Open
Ben Shelton, semifinalista do US Open (Créditos: Getty Images)

“Eu tento ser único em meu estilo de jogo e fazer coisas que outros jogadores não fazem. Copiei alguns elementos de [Rafael] Nadal, porque ele também é canhoto, mas tento trabalhar em cima dos meus pontos positivos e ser diferente”, destacou Shelton. A outra chave das semifinais será ocupada pelos vencedores de dois duelos: Medvedev x Rublev e Alcaraz x Zverev.