Sportbuzz
Surfe / ESPECIAL!

Gabriel Medina tem dura missão para levar o tetra na WSL

Mesmo depois de cinco meses parado, Gabriel Medina ainda tem chances de ser campeão do mundo e sabe que precisa brilhar mais do que nunca para tal

Redação Publicado em 06/05/2022, às 20h54

Gabriel Medina está de volta à ativa - GettyImages
Gabriel Medina está de volta à ativa - GettyImages

Depois de longos cinco meses, o surfista Gabriel Medina está mais do que confirmado para a próxima etapa do Mundial de Surf. Tricampeão do mundo e principal nome do CT, o atleta de Maresias chega para a etapa de G-Land, na Indonésia, e promete fazer de tudo para somar os pontos necessários e buscar mais um título para o Brasil.

Mesmo sem ter disputado nenhuma etapa na temporada, Gabriel Medina pode ser campeão do mundo pela quarta vez. Para isso, o surfista vai ter que somar muitos pontos nas próximas cinco etapas para ficar entre os cinco primeiros colocados do ranking. Caso isso aconteça, o atleta vai para a disputa de mais um título na carreira.

 

CANAL - SPORTBUZZ:

Pensando nisso, o SportBuzz preparou um especial sobre o retorno de Gabriel Medina para o Mundial de Surf, além de detalhar as próximas etapas e também o caminho complicado que o Brasil vai ter para conquistar o troféu. O próximo evento da WSL acontece ainda neste mês, já que a janela de G-Land tem abertura marcada para o dia 28 de maio.

Após tirar um tempo das competições para cuidar da parte mental, Gabriel Medina retorna com ainda mais força para brilhar dentro das águas. Mesmo com a dificuldade de se encaixar entre os cinco primeiros colocados do ranking, o brasileiro sabe do seu potencial e do que pode render para conquistar importante feito.

Gabriel Medina em cima do jet ski
Gabriel Medina tentar comemorar novamente na WSL (Crédito: GettyImages)

 

Assim, o primeiro desafio começa no dia 28 de maio. Nas ondas de G-Land, na Indonésia, Gabriel Medina entra em ação e tenta aproveitar o momento instável dos principais surfistas do mundo para já somar pontos importantes. Vale destacar que o tricampeão do mundo sabe como funcionam as ondas do país e pode ter alguma vantagem.

Já nos dois desafios seguintes, Gabriel Medina vai ter El Salvador, que estreia na elite do Mundial de Surf, e também o Rio de Janeiro, onde costuma ter bons resultados. Apesar disso, as duas etapas prometem ser bastante disputadas, já que as ondas possibilitam muitas manobras, o que acaba sendo o forte da maioria dos atletas.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por #10 🥷🏻 (@gabrielmedina)

 

Para fechar a temporada da WSL, Gabriel Medina viaja para Jeffreys Bay, na África do Sul, e tenta repetir os bons resultados que já teve por lá, incluindo o título no ano de 2019. Já na décima e última etapa, o tricampeão disputa o evento do Tahiti, que é praticamente a casa do brasileiro, visto que o troféu da competição foi levantado duas vezes por ele.

Com todo o cenário, Gabriel Medina pode muito bem se encaixar entre os cinco primeiros colocados do ranking. Por conta das etapas restantes, o surfista tem uma grande vantagem que é conhecer a maior parte das ondas e colecionar ótimos resultados em edições anteriores. Assim, a vaga para a etapa decisiva de Trestles é bastante factível para quem é tricampeão do mundo.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!