Sportbuzz
Testeira

Caio "Bigfoot" Machado mantém o cinturão dos pesos pesados

Em entrevista exclusiva ao SportBuzz, brasileiro revela detalhes da vitória por nocaute no primeiro round mantendo o cinturão do BFL

The Bad Boy, Sandribas de Campos, a Voz Trovão do MMA Publicado em 07/06/2021, às 10h23

Caio "Bigfoot" Machado exibe o cinturão de campeão dos pesos pesados - Divulgação / BFL - Battlefield Fight League
Caio "Bigfoot" Machado exibe o cinturão de campeão dos pesos pesados - Divulgação / BFL - Battlefield Fight League

O brasileiro natural de Presidente Prudente, no interior de São Paulo e radicado em Vancouver, no Canadá, Caio Toledo “Bigfoot” Machado vem se destacando no cenário internacional.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Caio Toledo Machado (@bigfootmachado_mma)

Vindo de quatro vitórias consecutivas, Caio defendeu seu cinturão de campeão dos pesos pesados do BFL (Battlefield Fight League) pela segunda vez, nocauteando em grande estilo o desafiante ao cinturão, o canadense Chris Larsen, no primeiro round com um lindo cruzado de esquerda.

Vale lembrar que a primeira defesa do cinturão de Caio foi contra o veterano Lee Mein, em março deste ano, nocauteando-o também no primeiro round, aos três minutos e quarenta e sete segundos.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Forth Media (@forthmediabr)

 

Após a vitória, nossa equipe entrou em contato com o campeão que nos contou alguns detalhes de sua carreira e desta defesa contra Larsen:

SB: Imaginou que esta luta acabaria com um nocaute no primeiro round?

Caio: Na verdade, não. O planejamento para esta luta era cansar o meu adversário conforme a luta fosse desenrolando, controlar a distância. Nossa equipe tinha consciência que meu “cardio” é superior ao dele, e que viria com tudo no começo da luta. Então, o plano foi: chute baixo, manter a distância, quando aproximar, tentar o “clinche” e marcar com joelhadas, cansando-o com este jogo. Mas eu sou um cara que não deixa passar a oportunidade, se tiver condições de nocautear nos primeiros segundos de luta, eu vou nocautear!

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Battlefield Fight League (@bflmma)

 

SB: Você já defendeu seu cinturão por duas ocasiões. Qual seria o próximo passo de sua carreira?

Caio: Minha próxima luta, sempre será o meu maior desafio. Esta luta contra o Larsen foi para colocar a prova os dois maiores nomes dos pesos pesados no MMA Canadense e eventos fora do circuito do UFC. Eu provei que tenho condições de lutar em qualquer evento de MMA do mundo, está na hora de conquistar meu espaço.

SB: E se você recebesse um convite para lutar o Dana White Contender Series (DWCT)?

Caio: Acredito que com estas defesas de cinturão, eu já provei que posso estar dentro do UFC lutando contra os melhores, mas se necessário for passar pelo The Contender Series, irei lá com maior prazer para impor meu jogo. Eu quero é um novo desafio, seja defendendo meu cinturão ou assinando com outra organização.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Battlefield Fight League (@bflmma)

SB: UFC já entrou em contato com o BFL ou com seu empresário?

Caio: Após o evento os organizadores do BFL confirmaram que o UFC está de olho na divisão, até porque esta categoria dos pesos pesados sempre está precisando de bons lutadores. Acredito que com esta vitória e do jeito que foi, em breve teremos novidades.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!