Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Outros Esportes » IMPRESSIONANTE!

Você sabia? Terry Crews já foi jogador da NFL antes de virar 'o pai do Chris'!

Mesmo estudando arte na universidade, ator se destacava mesmo no campo de futebol americano

Redação Publicado em 26/02/2021, às 09h33

Terry Crews, ator
Terry Crews, ator - GettyImages

Quem olha o porte atlético e musculoso de Terry Crews, sabe que o ator passa algum tempo do seu dia na academia. Porém, esse físico já rendeu uma carreira fora das telinhas e gravações para a TV e filmes.

Isso porque o "Pai do Chris" já foi jogador da NFL, liga de futebol americano. Confira como foi que isso aconteceu:

Terry Alan Crews ainda criança desenvolveu o gosto pelas artes e por conta disso ganhou uma bolsa para estudar artes cênicas depois de terminar o ensino médio. Esse era o começo de uma longa carreira artística, mas ele encontrou uma bola oval no meio do caminho. 

Além das habilidades artísticas, Terry também tinha habilidades atléticas. Foi somando ambas que ele ganhou uma outra bolsa, mas desta vez na Western Michigan University (WMU). Ele estudava artes na sala de aula, mas se destacava mesmo era no campo de futebol americano. 

Jogando na linha de defesa dos WMU Broncos, Terry ganhou prêmios individuais e em 1988, foi campeão de um torneio universitário importante, o Mid-American Conference e foi o que o credenciou para buscar uma carreira profissional no esporte. 

De acordo com o site "UOL", Terry foi um dos últimos nomes chamados no Draft da NFL de 1991, escolhido pelo Los Angeles Rams apenas na 11ª rodada. Ele então precisou cruzar o país, saindo do estado natal para jogar na Costa Oeste dos EUA. 

No entanto, na NFL Terry já não teve o mesmo sucesso que tinha como universitário e por conta disso, jogou apenas seis jogos nos Rams, um time que em 1991 estava entre os piores da liga. Ele acabou dispensado e dois anos depois, assinou com seu segundo time: o San Diego Chargers. 

Já nos Chargers, Terry viveu uma situação assustadora. Durante um jogo, ele se chocou com o capacete de um companheiro e sofreu uma concussão em campo. 

"Eu não tinha ideia de onde estava depois desta trombada. E joguei o resto do jogo inteiro... Deve ser por isso que sou tão maluco hoje", disse em entrevista.

Pelos Chargers a passagem também foi curta, desta vez foram dez partidas, mas não o suficiente para ter seu contrato renovado e essa foi a segunda vez que ele foi liberado de uma equipe da NFL.

"O que me chocou, e eu não estava preparado para isso, foi o quão antiéticas algumas pessoas podem ser na NFL. Claro, havia gente incrível, mas outras eram verdadeiras cobras", contou.

Sem espaço, Terry ficou um ano longe da NFL e só voltou a jogar futebol americano na Europa e foi no Rhein Fire, um time alemão da cidade de Dusseldorf que disputava a extinta World League of American Football (WLAF). 

A volta para a NFL foi naquele ano mesmo, para o então Washington Redskins, hoje Washington Football. Neste time ele jogou mais, com 16 partidas, mas mesmo assim não teve futuro na liga.

Aos 27 anos, ele ainda treinou com o Philadelphia Eagles em 1996, mas não foi aproveitado e se aposentou do esporte. 


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!