Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Outros Esportes » ESPECIAL SPORTBUZZ!

Saiba o que um esporte precisa para ser considerado olímpico!

Beisebol, caratê, escalada, skate, surfe entre outras modalidades entraram para as Olimpíadas depois de cumprirem alguns critérios

Redação Publicado em 31/03/2021, às 11h07

Equipe de Beisebol após classificação para as Olimpíadas
Equipe de Beisebol após classificação para as Olimpíadas - GettyImages

Na história das Olimpíadas, existem alguns esportes fixos, que todos já conhecem, como o futebol a ginástica artística e também o vôlei, por exemplo.

No entanto, de algum tempo para cá, novas modalidades entraram para esse seleto grupo e que inclusive, algumas jamais imaginaríamos que seria possível ser reconhecida como esporte olímpico.

Para os Jogos Olímpicos de Tóquio, que aconteceriam em 2020, mas tiveram que ser adiados para 2021 por conta da pandemia de coronavírus, skate, surfe, karatê, escalada e beisebol não os "Novatos" na maior competição esportiva no mundo.

Diante disso, é natural se perguntar: "Como é que um esporte pode se tornar olímpico?". Para responder essa pergunta e ainda apresentar as novas modalidades, o SportBuzz te conta aqui todos os requisitos que um esporte precisa ter para se tornar olímpico. Confira:

Reconhecimento do COI

Para ser reconhecido como esporte olímpico, primeiro precisa passar pelo aval do Comitê Olímpico Internacional (COI), mas somente isso não basta para fazer parte do programa dos Jogos.

Esse reconhecimento do Comitê serve para que a modalidade entre no radar do COI e passe a ser regido por uma Federação Internacional, que está comprometida em seguir o código antidoping e também a Carta Olímpica.

Além disso, é também necessário que o esporte seja popular, ou seja, que todos possam ter acesso a ele.

A Carta Olímpica indica que para ser aceita, a modalidade que quer entrar no programa deve ser amplamente praticada por homens em pelo menos 75 países e em quatro continentes e por mulheres em nada menos que 40 países e em três continentes.

Como funciona?

Para um novo esporte entrar, outro tem que sair. Por conta disso, todos eles são revisados periodicamente para determinar se devem ser mantidos ou não no programa dos Jogos Olímpicos.

A novidade é que a partir de Tóquio, o COI deu a oportunidade ao Comitê Organizador de sugerir modalidades que sejam populares no país-sede e também possam atrair o interesse dos jovens para o movimento olímpico.

Os esportes olímpicos que não entram em todas as Olimpíadas

Mesmo que um esporte atenda a todos os requisitos citados, ele pode não ser simplesmente incluído no programa dos Jogos Olímpicos justamente por conta de o número de esportes não poder ser muito grande, já que aumentando o número, aumentaria também a quantidade de atletas, o que poderia tornar inviável a organização de uma Olimpíada.

Um exemplo disso é que em Tóquio, as novidades serão beisebol/softbol, que tinham sido retirados do programa depois de Pequim 2008, caratê, escalada, surfe e skate, cinco novos esportes que foram escolhidos pelos organizadores.

Mesmo fazendo parte do programa de Tóquio, beisebol/softbol e caratê não devem continuar para Paris 2024. Os franceses sugeriram para o programa dos Jogos que vão hospedar em sua capital apenas o surfe, o skate, a escala e o breakdance.

As sugestões ainda não foram aprovadas pelo COI.

As novidades em Tóquio 2021

Skate

A origem exata do skate não é conhecida, mas história que mais circula é a do grupo de surfistas da Califórnia, nos Estados Unidos, que para aproveitarem o período sem ondas, colocavam rodas de patins nas pranchas e andavam pelo asfalto californiano.
 
Essa invenção caiu tanto no gosto do povo que logo empresas começaram a fabricar e disponibilizar o item para venda.
 
Na década de 70, o engenheiro químico e surfista FrankNashworthy fabricou rodas de material mais seguro, o poliuretano. Esse composto foi utilizado para a produção das rodas, que antes era feitas de ferro ou de baquelite, que é um tipo de plástico duro, mas que ambos não ofereciam nenhum tipo de segurança durante as manobras.
 
Com essa revolução, finalmente o esporte voltou para o gosto popular e assim, foram criadas diversas modalidades, como Slalom, Downhill, Freestyle e Vertical, originando o skate moderno.
 
Surf
 
Assim como o seu "irmão", a origem correta do surf não é conhecida, mas os peruanos alegam que a população deslizava nas ondas em cima de pranchas fabricadas com canas, em expedições realizadas há cerca de 4 mil anos. 
 
Já a evolução desse esporte se deu no Havaí, já que o povo havaiano domina a prática com grandes habilidades há mais de mil anos.
 
Todas as classes sociais são adeptas do surfe e antes do mundo democrático, o rei havaiano utilizava pranchas "Olo", que mediam em torno de 4 metros, enquanto os plebeus usavam pranchas bem menores, chamadas "Alaia". 
 
Karatê
 
É um esporte que mescla as culturas japonesa e chinesa. Tudo começou na ilha de Okinawa, que antes era pertencente à china, mas voltou ao poder japonês.
 
Para evitar a rebelião da população, os fidalgos do Japão, que controlavam o país, proibiram o uso de qualquer tipo de arma. Sendo assim, a população começou a utilizar o próprio corpo para realizar as autodefesas. 
 
Cada mestre realizava sua própria forma de praticar o karatê, surgindo então diversos estilos do esporte. A modalidade se popularizou em todo o Japão por volta de 1920, quando mestres foram convidados a ensinar a prática em universidades japonesas.
 
Escalada
 
O esporte derivado do montanhismo, ou alpinismo, que surgiu em 1786, com a escalado do Mont Blanc.
 
Nas décadas de 1940 e 1950 que o esporte começou a tomar essas configurações, quando foi alcançado o primeiro pico de mais de oito mil metros, o Annapurna. O Everest foi atingido pela primeira vez em 1953 pelo neozelandês EdmundHillary e o sherpa TensingNorkay.
 
Porém, só a partir dos anos 60 que a escalada foi se consolidando como um esporte moderno, com as novas técnicas desenvolvidas e treinos rigorosos para os atletas alcançarem as maiores altitudes.
 
Sem utilizar oxigênio engarrafado, em 1978, ReinholdMessner atingiu o Everest. Entre os anos 80 e 90, a escalada ganha mais modernidade e as dificuldades são superadas.
 
Beisebol
 
Um dos esportes mais famosos dos Estados Unidos, o beisebol surgiu, ainda sem muita precisão histórica, como uma derivação de esportes praticados pelos ingleses, que usam taco e bola, como o Cricket.
 
Em 1830 foram feitos artigos sobre os esportes da América do Norte, que eram conhecidos como, "Round-ball", "Town ball" ou "Base-ball", com descrições bastante semelhantes ao que seria a modalidade atualmente.
 
A diferença se dava apenas por ter cinco bases e pela eliminação caso a defesa pegasse a bola caso ela quicasse no campo. Historiadores chegaram à conclusão de que o beisebol foi criado em 1839 por Abner Doubleday, em Nova Iorque.
 
A primeira partida oficial nos Estados Unidos aconteceu em 19 de junho de 1846, entre os Knickerbockers e o NewYorkNine.

 
 
 
 
 
 
 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!