Sportbuzz
Outros Esportes / AUTOMOBILISMO!

Romain Grosjean mostra cicatriz do grave acidente que sofreu em 2020; confira!

Cerca de um ano depois do acontecido, Romain Grosjean já deixou de sentir dores na mão

Redação Publicado em 05/10/2021, às 07h42

Momento do acidente de Romain Grosjean - GettyImages
Momento do acidente de Romain Grosjean - GettyImages

Há cerca de um ano, os espectadores da Fórmula 1 se deparavam com o impressionante acidente envolvendo o piloto Romain Grosjean. Na oportunidade, em um dos casos mais assustadores da corrida, o carro que ele conduzia explodiu e foi partido ao meio.

Por um milagre, ele sobreviveu, e ainda na época, saiu caminhando do carro em chamas para receber atendimento médico. Desde o acontecido, Romain Grosjean mudou de modalidade nas pistas, e passou a compartilhar atualizações sobre seu estado de saúde nas redes sociais.

Por conta disso, nesta segunda-feira, 4, enquanto pegava um voo nos Estados Unidos, ele postou uma foto revelando as cicatrizes deixadas em sua mão, e comemorou a recuperação ao perceber que uma das sequelas ficou no passado.

"Voar nem sempre foi bom para a minha mão esquerda, mas hoje fiz um voo sem dor. E isso faz sentir bem", contou o piloto.

O grave acidente

Em 29 de novembro de 2020, na corrida que seria sua despedida de Grosjean da Fórmula 1, no GP do Barein, o piloto foi o centro de uma das cenas mais assustadoras dos últimos anos.

A Haas conduzida pelo franco-suíço explodiu em chamas e foi partida ao meio depois de bater no guard rail ainda na primeira volta. Mesmo com o impacto, ele manteve a consciência para conseguir escapar do que sobrou de seu carro.

Ainda conseguindo escapar da morte, Grosjean sofreu diversas queimaduras, principalmente na mão esquerda. Ele chegou a ficar no cockpit em chamas por 29 segundos antes de conseguir correr para pular o guard rail enquanto o carro continuava pegando fogo.

O piloto recebeu alta do hospital depois de três dias de internação, mas ficou de fora das duas últimas etapas da temporada 2020 da F1, no GP de Sakhir, também no Circuito do Barein, e no GP de Abu Dhabi.

A mudança de ares

Após o acidente, Grosjean deixou a Fórmula 1, como já estava programado, e foi para a Fórmula Indy, onde correu pela Dale Coyne. Em sua primeira temporada, ele se destacou ao conquistar três pódios e uma pole-position, em Indianápolis.

No final de setembro, ele foi anunciado como novo membro da Andretti Autosport, e aos 35 anos, o piloto vai usar o carro número 28 da Andretti, tendo sua estreia marcada para o final de fevereiro, em São Petersburgo, na Flórida.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!