Sportbuzz
Outros Esportes / BOMBA!

Revista alemã faz revelação bombástica sobre teste de Djokovic

Novak Djokovic está sendo o protagonista de um dos maiores imbróglios do mundo do esporte neste início de 2022 e a revista alemã "Der Spiegel" fez uma acusão séria contra o tenista

Redação Publicado em 12/01/2022, às 14h08

Polêmica em torno de Djokovic e seu teste de Covid-19 segue abalando o mundo do esporte - GettyImages
Polêmica em torno de Djokovic e seu teste de Covid-19 segue abalando o mundo do esporte - GettyImages

A revista alemã "Der Spiegel" chocou o mundo do esporte nesta quarta-feira, 12, numa publicação referente a polêmica envolvendo Novak Djokovic e seu período conturbado na Austrália devido a quebra de isolamento no país. De acordo com o veículo, o tenista sérvio teria fraudado o seu teste de Covid-19. 

A "Der Spiegel" pegou os argumentos feitos pelos advogados de Djokovic para a justiça australiana e confrontado com dados do teste de Covid feito pelo atleta. O resultado negativo do exame, inicialmente, teria sido negativo e realizado no dia 26 de dezembro, porém a revista apresenta provas de que o teste foi feito no dia 16 de dezembro. 

 

CANAL - SPORTBUZZ: 

"Os dados digitais do exame número 7371999 sugerem que o resultado negativo seria de um exame feito no dia 26 de dezembro às 14h21 no horário sérvio, e não no dia 16 de dezembro, como indicou a defesa do jogador. A data posterior, no entanto, poderia ter sido a do registro ou download do resultado, apesar de o mais comum ser o registro imediato após o resultado", começou.

A revista alemã seguiu contestando o teste feito por Djokovic e questionou: "O exame negativo apresentado pela defesa de Djokovic, com data de 22 de dezembro, tem número 7320919. Normalmente a organização dos registros é feita de forma sequencial. A diferença entre eles, de pouco mais de 51 mil, é coincidentemente a mesma diferença de testes realizados no período de 22 a 26 de dezembro, de acordo com dados do sistema de saúde da Sérvia".

Djokovic, jogador de tênis (Crédito: GettyImages)

Por fim a "Der Spiegel" concluiu que os exames realizados por Djokovic e apresentados pela sua defesa a justiça australiana não batem com a data de realização do teste de Covid-19, que foi inicialmente divulgada e indico: "Os indícios acima citados indicariam que o teste negativo de Djokovic teria sido, na verdade, produzido antes do segundo teste, com resultado positivo". 

Além disso, o QR code do teste de Djokovic também gerou uma grande polêmica. Isso porque, teriam aparecido dois resultados diferentes em dois horários. No primeiro, o exame aponta para o negativo e depois, cerca de uma hora, surge o resultado como positivo e essas constatações chamaram a atenção de todos. 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!