Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Outros Esportes » ESPECIAL SPORTBUZZ!

Relembre os principais mascotes que já foram escolhidos para as Olimpíadas!

Mascotes fizeram muito sucesso durante as Olimpíadas e também foram um sucesso de vendas e marketing

Redação Publicado em 30/04/2021, às 09h29

Principais mascotes das Olimpíadas
Principais mascotes das Olimpíadas - GettyImages
Não tem como falar de Olimpíada sem falar das clássicas mascotes. As personagens que são criados especialmente para abrilhantar o principal evento esportivo do mundo sempre dão o que falar por conta dos seus significados, cores, formas e tamanhos.
 
Porém, apesar de as Olimpíadas já terem diversas mascotes, muitos delas não são lembradas pelo público, ou se estão na memória dos espectadores, muitos deles não sabem seus significados ou não entenderam a escolha para a posição.
 
Por outro lado, ainda existem aquelas que marcaram toda uma geração e que são lembradas até hoje e até mesmo estão presentes nas casas dos admiradores das Olimpíadas em forma de pelúcias, canecas e muito mais.
 
Por conta disso, e para esquentar ainda mais o pré-olímpico, o SportBuzz relembra aqui quais foram as principais mascotes das Olimpíadas, as que são lembrados e amadas e que fazem um grande sucesso até hoje. Confira:
 

Misha - Moscou 1980

 

Misha foi a primeira mascote das Olimpíadas (Crédito: GettyImages)
 
O ursinho russo foi a primeira mascote de um evento esportivo a conseguir um grande sucesso, tanto comercial, em larga escala, como na admiração dos espectadores das Olimpíadas.
 
O boneco Misha foi bastante usado nas cerimônias de abertura e encerramento do Jogos, além disso, o personagem também teve uma série de desenho animado e apareceu em vários produtos de propaganda.
 
Essa popularidade abriu uma nova era de produtos licenciados com mascotes, tanto nas Olimpíadas quanto na Copa do Mundo. 
 
No encerramento das Olimpíadas, a mascote conseguiu se firmar na lembrança de todos que estavam presentes por conta da cena mais famosa dela, onde uma lágrima escorre de seu olho durante a cerimônia de encerramento dos Jogos.
 

Vinicius - Rio 2016

 

Vinicius foi a mascote mais popular da Olimpíadas Rio 2016 (Crédito GettyImages)
 
Neste caso, a mascote que é metade macaco, metade felino e de cor amarela, laranja e azul, foi inspirado na fauna brasileira e seu nome é um tributo a Vinícius de Moraes, figura icônica da música brasileira e compositor.
 
A mascote transmite alegria e espírito esportivo, é divertido e do ponto de vista estético, está bem desenhado e é atual, além de passar uma mensagem ecológica e de preservação.
 
Por ter sido a mascote da Olimpíada sediada no Brasil, ele ainda é muito lembrado e amado por todos.
 
Na época, uma série de desenho animado foi criada pelo canal Cartoon Network com as duas mascotes, tanto o Olímpico como o Paralímpico.
 

Syd, Olly e Millie - Sidney 2000

Pela primeira vez na história da Olimpíada, mais de uma mascote foi criada para representar uma edição de Jogos Olímpicos. Olly, Syd e Millie foram os três animais nativos da fauna australiana escolhidos para serem mascotes dos Jogos de Sydney, em 2000.
 
As mascotes representam terra, água e ar.
 
Olly (do nome Olimpíada), a kookaburra, representa o espírito olímpico da generosidade. Syd (do nome Sydney), o ornitorrinco, representa o meio ambiente, o vigor e a energia da Austrália e seu povo. Millie (do nome Milênio), a equidna, é um gênio da tecnologia e guru da informática, com todos os fatos e informações nas pontas dos seus dedos.
 
A kookaburra e o ornitorrinco fazem parte dos símbolos do estado australiano de Nova Gales do Sul, da qual Sydney é a capital. As mascotes ficaram famosas justamente por terem sido três de uma só vez, ao invés de uma.
 

Cobi - Barcelona 1992

Em 29 de Janeiro de 1988 foi escolhida a mascote criada por Javier Mariscal, que consistia na imagem de um humano com cara de cachorro da raça pastor catalão, com braços abertos, desenhado de uma forma que ele parece ser um personagem de forma "Achatada", nada lembrando o estilo de seus antecessores.
 
Mariscal se inspirou na interpretação de Picasso da obra "Las Meninas" de Velásquez para criar a mascote.
 
Cobi foi um sucesso de vendas, com diversos produtos dele sendo vendidos em larga escala. A mascote, inclusive, teve uma série de desenho animado, que no Brasil foi chamado de "Cobi e sua turma" e passou na "TV Cultura".
 
Cobi acabou sendo, junto com Misha, uma das mascotes mais populares da história dos Jogos Olímpicos.
 

Wenlock - Londres 2012

 

Wenlock foi a mascote mais diferente das Olimpíadas (Crédito: GettyImages)
 
Segundo o relato de seus criadores, Wenlock nasceu da última gota de aço que sobrou da construção da última viga do Estádio Olímpico de Londres. Seu nome faz menção à cidade de Much Wenlock, que sediou os Wenlock Games, uma das inspirações dos Jogos Olímpicos atuais.
 
Na época, acreditava-se que a escolha e a criação das mascotes foi um acerto por ter superado a tradicional referência aos animais da cidade sede e justamente por isso, ela ainda é lembrada hoje em dia.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!