Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Outros Esportes » ORGULHO!

Orgulho LGBT: Conheça os atletas que quebraram preconceitos e assumiram sua sexualidade no mundo do esporte!

Eles são inspirações e enfrentam diariamente a luta contra a homofobia e transfobia

Isabelly Cristaldo Publicado em 20/06/2020, às 09h00

Megan,     e Marta assumiram sua sexualidade no mundo do esporte
Megan, e Marta assumiram sua sexualidade no mundo do esporte - GettyImages

O mundo do esporte ainda pode ser considerado um ambiente que apresenta muitos traços homofóbicos e transfóbicos. Anos anteriores, muitos atletas deixaram de assumir sua real sexualidade para não serem prejudicados, de alguma forma, em suas carreiras.

Porém, com toda a luta LGBT no Brasil e no mundo, diversos esportistas revelaram sua orientação sexual e demonstraram apoio ao movimento. Confira alguns deles (as):

1-Megan Rapinoe

Megan foi a melhor jogadora de 2019, de acordo com a FIFA. A capitã dos Estados Unidos ajudou sua seleção a ganhar a Copa do Mundo e já havia conquistado outro prêmio neste ano, a chuteira de ouro por ser a melhor craque da competição.

Rapinoe é uma grande ativista na luta pela igualdade de gênero, raça e da liberdade sexual. No ano passado, em coletiva de imprensa, Megan disse:

"Sinto-me motivada por pessoas que lutam pelas mesmas coisas que eu. Recebo muita energia. Para mim, ser homossexual e fabulosa, durante o mês 'Pride' no Campeonato do Mundo, é fantástico".

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Megan Rapinoe (@mrapinoe) em


2-Diego Hypólito

O bicampeão mundial de solo falou abertamente sobre sua sexualidade pela primeira vez em 2019, após anos na carreira. O medalhista relatou, na época, como foi difícil manter esse segredo por anos, por várias questões, incluindo o medo de perder patrocinadores.

“Eu tinha certeza que se um dia eu saísse do armário publicamente, perderia patrocínios e minha carreira seria prejudicada”, disse ao UOL na ocasião.

Hoje em dia, Diego continua sendo uma das grandes referências da ginástica e é membro ativo na Seleção Brasileira.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Happy valentine’s day

Uma publicação compartilhada por Diego Hypolito (@diegohypolito) em

 

3- Amanda Nunes

A brasileira considerada por Dana White, presidente do UFC, como “imortal” no esporte, fez história ao se tornar a primeira mulher a conquistar dois cinturões no Ultimate Fighting Championship.

Além disso, a "Leoa" foi uma das primeiras atletas campeãs do UFC a assumir sua sexualidade. Ela é casada, com a também lutadora Nina Ansaroff. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Us #ufc250

Uma publicação compartilhada por ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Amanda Nunes🦁 (@amanda_leoa) em

 

4-Marta Silva

A grande estrela do futebol mundial foi eleita seis vez a melhor jogadora do mundo pela FIFA.

Mesmo mantendo sua vida pessoal de forma mais discreta, a jogadora foi notícia ao assumir namoro com a americana Toni Deion Pressley, sua colega de time no Orlando Pride, da Flórida.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

So happy to be back training, safely of course! 😁💪🏽🙏🏽 . . Feliz de voltar aos treinos, lógico com segurança 😁🤜🏽🤛🏽💪🏽🙏🏽 @tonideion @orlpride

Uma publicação compartilhada por martavsilva10 (@martavsilva10) em

 

5-Ryan Russell

O ex-jogador de futebol americano já defendeu o Dallas Cowboy e atuou entre 2016 e 2017 no atual time de Tom Brady, o Tampa Bay Buccaneers.

O atleta de 27 anos, que machucou o ombro em 2018 e está sem contrato até agora, falou pela primeira vez sobre sua orientação sexual em entrevista a ESPN norte-america.

"Minha verdade é que eu sou um jogador de futebol americano talentoso, um bom escritor, um filho amoroso, um amigo carinhoso e um homem bissexual (...) Além do amor, respeito e admiração, quero que meu próximo time me contrate por quem eu sou de verdade."

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

If you love someone, Tell them. Just because your voice will crack, Doesn’t mean your heart will break. R.K. Russell [A poem from my book Prison or Passion]

Uma publicação compartilhada por Ryan K. Russell (@rkrelentless) em

 

6- Douglas Souza

O medalhista olímpico Douglas Souza ganhou o status de melhor ponteiro do Mundial aos 23 anos de idade, além de ter ajudo a conquistar o ouro nas Olimpíadas de 2016.

O título coroou a habilidade técnica de um jovem talento do vôlei brasileiro. Mesmo após diversos ataques homofóbicos em suas redes sociais, o jogador mostrou capacitação na quadra e foi o quinto maior pontuador do Mundial, tornando-se o atacante mais eficiente e o terceiro melhor na recepção, mesmo sendo o mais caçado pelos sacadores adversários.

Sua carreira é marcada por vitórias e a mais recente foi o ouro que recebeu com a equipe no Campeonato Sul-Americano, em 2019.

 

7-Orlando Cruz 

Em 2012, o boxeador porto-riquenho Orlando Cruz foi o primeiro lutador a assumir sua sexualidade , enquanto ainda combatia profissionalmente. “Sou gay com orgulho!”, disse o pugilista em entrevista dada ao USA Today, na época.

Em sua carreira, o lutador tem 25 vitórias e representou seu país nos Jogos Olímpicos de 2000, para lutar pelo cinturão dos penas profissionais.

Quando se assumiu, Cruz recebeu apoio de personalidades conhecidas como o cantor Ricky Martin lém dos campeões mundiais de boxe Miguel Cotto e Sergio “Maravilla” Martínez.

Orlando Cruz assumiu sua sexualidade -  Getty Images

 

8-Rafaela Silva

A judoca Rafaela Silva trata com naturalidade a sua sexualidade

Campeã dos jogos Olímpicos de 2016, que aconteceu no Rio de Janeiro, Rafaela afirma que sua sexualidade nunca foi um obstáculo em sua vida, pois sempre quis ser ela mesma.

"Para mim foi muito importante falar abertamente sobre a minha opção sexual, porque eu sempre fui muito verdadeira, sempre quis viver da melhor maneira possível”, disse ela em entrevista à revista Época. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Happy Valentine's Day 💕

Uma publicação compartilhada por Rafaela Silva (@rafaelasilvaa) em

 

9-Cristiane Rozeira

A atacante brasileira, que atualmente defende o Santos, tornou-se a maior artilheira do futebol feminino da história dos Jogos Olímpicos de 2012. Em 2016, tornou-se a maior artilheira do futebol em Jogos Olímpicos, independente de gênero, com a marca de 14 gols.

A jogadora, que adora compartilhar fotos com a amada, já falou abertamente sobre sua sexualidade. “Ser lésbica no esporte nunca foi um empecilho no meu trabalho. Sempre teve muito respeito”, contou Cristiane,em entrevista ao portal M de Mulher.

 

10-Caitlyn Jenner

A ex-atleta foi medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 1975, e conquistou um recorde mundial nas eliminatórias americanas para as Olimpíadas. Após vencer o ouro no decatlo dos Jogos Olímpicos de Montreal de 1976, foi aclamada como "maior atleta do mundo" nos Estados Unidos na época.

Naqueles anos, Caitlyn ainda era conhecida como Bruce Jenner. Apenas aos 66 anos de idade, a ex-atleta assumiu sua identidade de gênero e passou pela transformação de Bruce para Caitlyn.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Inspire cover for @dailymail

Uma publicação compartilhada por Caitlyn Jenner (@caitlynjenner) em


5 eletrônicos para esportes que prometem facilitar a sua vida

1- Relógio Inteligente Mi Band 4 Xiaomi - https://amzn.to/326G0jZ

2- Câmera Hero 7 Black à Prova D’água 12MP 4K Wifi, GoPro - https://amzn.to/2VwxKY5

3- Fone de Ouvido Xiaomi Redmi Air Dots Com Bluetooth - https://amzn.to/325xcLo

4- Aparelho Abdominal Eletrico Músculo 6 Pack Ems Estimulador - https://amzn.to/2B2Vhq8

5- Cronômetro Digital Incoterm - https://amzn.to/2nyvmUc

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, o SportBuzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Cr

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!