Sportbuzz
Outros Esportes / FÓRMULA 1!

Mesmo com redução de R$ 57 milhões, Hamilton ainda tem o maior salário da Fórmula 1; confira o ranking!

Valores do atual campeão diminuíram por conta do novo contrato firmado com a Mercedes

Redação Publicado em 08/04/2021, às 13h40

Lewis Hamilton, campeão de Fórmula 1 - GettyImages
Lewis Hamilton, campeão de Fórmula 1 - GettyImages

Como o contrato entre Lewis Hamilton Mercedes ficou mais curto, o salário do piloto também encolheu em 2021. 

Segundo números levantados pela revista "Racingfans",  se até o ano passado, o atual campeão recebia US$ 40 milhões, cerca de R$ 225 milhões por ano, nessa temporada o britânico terá US$ 30 milhões, aproximadamente R$ 168 milhões, em sua conta bancária, o que representa uma perda de US$ 10 milhões, cerca de R$ 55 milhões. 

Mesmo com essa diminuição drástica nos valores, o atual campeão continua sendo o piloto mais bem pago da Fórmula 1.

Max Verstappen chega sendo o segundo piloto com o melhor salário da categoria, com US$ 25 milhões por ano, cerca de R$ 140 milhões.

Quem também sofreu uma redução nos ganhos foi Sebastian Vettel, que deixou a Ferrari para pilotar pela Aston Martin.

O alemão, que recebeu US$ 30 milhões, aproximadamente R$ 168 milhões em seu último ano na equipe, vai ganhar US$ 15 milhões, cerca de R$ 84 milhões pelo seu primeiro ano com a equipe britânica.

De volta para a Fórmula 1, o espanhol Fernando Alonso receberá mais que Vettel em seu primeiro ano de Alpine, com valores perto dos US$ 20 milhões, cerca de R$ 122 milhões.

Antes da renovação de Hamilton com a Mercedes, rumores apontavam que um dos motivos da demora no acordo era por conta da pedida do piloto, que seria de US$ 50 milhões, o que foi negado por ele em suas redes sociais.

Além disso, Hamilton sempre afirmou não se sentir confortável em negociar um contrato grande desses enquanto tantas pessoas perdiam empregos por conta da pandemia.

"A mídia continua escrevendo sobre (meu) contrato e sobre exigências, mas ainda nem falei com Toto sobre isso. Não há exigências, e a conversa nem começou. Então, por favor, pare de inventar essa m...", explicou na época.

Por conta do novo teto imposto as equipes da Fórmula 1, a tendência é que os salários fiquem cada vez menores.

No momento, a publicação destaca que o pagamento dos pilotos não faz parte do limite de gastos de US$ 145 milhões imposto aos times em 2021, mas a tendência é que isso mude no futuro.

Confira o ranking dos 10 maiores salários desta temporada:
 
Lewis Hamilton - Mercedes - US$30 mi (R$ 168 mi)
Valtteri Bottas - Mercedes - US$10 mi (R$ 55,85 mi)
Max Verstappen - RBR - US$25 mi (R$ 140 mi)
Sergio Pérez - RBR - US$8 mi (R$ 45 mi)
Daniel Ricciardo - McLaren - US$15 mi (R$ 84 mi)
Lando Norris - McLaren - US$5 mi (R$ 28 mi)
Sebastian Vettel - Aston Martin - US$15 mi (R$ 84 mi)
Lance Stroll - Aston Martin - US$10 mi (R$ 55,85 mi)
Esteban Ocon - Alpine - US$5 mi (R$ 28 mi)
Fernando Alonso - Alpine - US$20 mi (R$ 122 mi)

 
 
 
 

 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!