Sportbuzz
Outros Esportes / FÓRMULA 1

Lewis Hamilton apoia Naomi Osaka e critica organização de Roland Garros

Tenista de 23 anos foi multada por organização do Grand Slam após não conceder entrevista coletiva por crises de ansiedade

Redação Publicado em 01/06/2021, às 12h20 - Atualizado às 12h21

Lewis Hamilton apoia Naomi Osaka e critica organização de Roland Garros - GettyImages
Lewis Hamilton apoia Naomi Osaka e critica organização de Roland Garros - GettyImages

Heptacampeão de Fórmula 1, Lewis Hamilton é mais uma personalidade do esporte a apoiar a tenista Naomi Osaka após a desistência de Roland Garros. A japonesa saiu da disputa do Grand Slam depois de ter sido multada em 15 mil dólares (cerca de R$ 75 mil) por não comparecer na coletiva de imprensa por questões de saúde mental.

Em post nas redes sociais, o piloto britânico criticou a organização de tênis por punir Osaka. Hamilton ainda ressaltou a importância dos cuidados com a saúde mental.

“Somos apenas humanos. Saúde mental não é brincadeira, isso é real e sério. E isso exige muita coragem. Vamos garantir que Naomi saiba que não está sozinha. Hoje é um bom dia para conferir e perguntar aos seus amigos e amados como eles estão indo e fazê-los saber que não estão sozinhos. Um simples texto pode ter muito impacto”, escreveu Lewis Hamilton.

Hamilton mostra apoio à Naomi Osaka após desistênica de Roland Garros (Crédito: Instagram)

 

Naomi Osaka desiste de Roland Garros

Naomi Osaka, de 23 anos, anunciou sua retirada do Grand Slam após ser multada em R$ 75 mil, e ameaçada e ameaçada com mais sanções pela Associação de Tênis Feminino, por ter se recusado a dar entrevistas durante a disputa de Roland Garros.

Em texto publicado nas redes sociais, a atleta explicou os motivos que a fizeram desistir do tradicional torneio da França e disse que desde 2018 vem sofrendo quadro de depressão. Ela revelou que dar entrevistas lhe causa crises de ansiedade.

“Essa não é a situação que eu imaginei quando fiz a postagem [informar que não participaria das entrevistas] há alguns dias. Acho que agora a melhor coisa para o torneio, outros jogadores e meu bem é que eu me retire, para que todos consigam focar no tênis”, escreveu Naomi Osaka.

“Eu nunca quis ser uma distração. Eu aceito que meu tempo não foi o ideal e minha mensagem poderia ter sido mais clara. O mais importante é que eu nunca banalizei a saúde mental ou usei o termo de forma leviana”, completou.

Vale destacar que Naomi Osaka havia vencido a primeira partida do torneio. Ainda no mesmo texto, a tenista comentou sobre a personalidade tímida, que a acompanha desde os primeiros passos no mundo do Tênis.

“A verdade é que eu sofri longos surtos de depressão desde o US Open de 2018 e realmente é difícil lidar com isso. Quem me conhece sabe que sou introvertida. Qualquer um que tenha me visto sabe que eu costumo usar fones de ouvido. Isso ajuda com minha ansiedade. A imprensa sempre foi gentil comigo. Me desculpo com todos os jornalistas que eu possa ter machucado”, finalizou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!