Sportbuzz
Outros Esportes / FÓRMULA 1

Hamilton minimiza ‘revolta’ com equipe no GP da Turquia: “Exageraram a respeito do que aconteceu”

Piloto da Mercedes negou que tenha se revoltado após ser chamado para os boxes na reta final da prova

Redação Publicado em 11/10/2021, às 11h20

Hamilton minimiza ‘revolta’ com equipe no GP da Turquia: “Exageraram a respeito do que aconteceu” - GettyImages
Hamilton minimiza ‘revolta’ com equipe no GP da Turquia: “Exageraram a respeito do que aconteceu” - GettyImages

Lewis Hamilton se manifestou nesta segunda-feira, 11, para negar que tenha ficado revoltado com sua equipe na reta final do GP da Turquia. O piloto da Mercedes foi chamado para os boxes a oito voltas para o fim da prova, quando ocupava a terceira colocação.

O heptacampeão chegou a afirmar que aguentaria levar o carro até o fim com os pneus da largada. Após o pit stop, Hamilton não gostou de saber que havia caído para a quinta posição. No entanto, de acordo com o piloto, a situação ganhou proporção maior do que deveria.

“Eu vi algumas das notícias hoje e acho que exageraram a respeito do que aconteceu ontem em relação ao pit stop. Não é correto dizer que fiquei furioso com minha equipe”, escreveu em suas redes sociais.

“Enquanto time, trabalhamos duro para montar as melhores estratégias possíveis, mas conforme a corrida avança, você precisa tomar decisões rápidas com diversos fatores em constante mudança. Ontem nós decidimos ficar o máximo possível na pista com a esperança de que fosse secar (e só aí parar por pneus slick), mas não secou. Eu queria arriscar para irmos até o fim, mas foi minha decisão de ficar na pista até aquele momento, só que não funcionou. No fim, foi decidido pela minha parada, a decisão mais segura”, continuou.

Lewis Hamilton ainda explicou que o ‘calor do momento’ fez com que ele extravasasse:

“Vivendo e aprendendo. Ganhamos e perdemos como um time. Nunca esperem que eu seja calmo e educado no rádio durante uma corrida. Somos todos muito apaixonados e, no calor do momento, essa paixão pode extravasar, como acontece com todos os pilotos”, explicou.

“Meu coração e minha alma estão na pista. Foi essa paixão que me trouxe até aqui. E toda e qualquer irritação é rapidamente deixada de lado quando conversamos. Já estou de olho na próxima corrida. Hoje é mais um dia para renascer como equipe”, completou.

Por trocar um dos componentes do motor, Hamilton perdeu dez posições e largou em 11º. Com o quinto lugar no GP da Turquia, o piloto da Mercedes viu Max Verstappen, da RBR, assumir a liderança do campeonato, agora com seis pontos de vantagem a seis corridas para o fim.

A 17ª etapa da temporada será disputada no dia 24 de outubro, no Grande Prêmio dos Estados Unidos, no Circuito das Américas.


 

 

a

 

 


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!