Sportbuzz
Outros Esportes / FÓRMULA 1

Hamilton destaca desempenho de Ocon no GP da Hungria: “Impossível alcançar”

Heptacampeão da Fórmula 1 conseguiu fechar a etapa na terceira posição após falha da Mercedes na relargada

Redação Publicado em 05/08/2021, às 19h08

Hamilton destaca desempenho de Ocon no GP da Hungria - GettyImages
Hamilton destaca desempenho de Ocon no GP da Hungria - GettyImages

O GP da Hungria de Fórmula 1, disputado no último domingo, 1, foi o mais inesperado do campeonato mundial. O francês Esteban Ocon, da Alpine, liderou quase toda a prova após confusão na largada e erro de estratégia da Mercedes na relargada de Lewis Hamilton.

Ocon foi campeão da etapa, enquanto Hamilton subiu ao pódio no terceiro lugar. O britânico largou na frente nas duas vezes, mas uma falha da Mercedes fez o heptacampeão cair para 14º lugar. Depois de perder a vantagem na relargada, Lewis saiu da última posição possível para o pódio.

Mesmo com a escalada de posições durante toda a etapa, Hamilton admitiu que não poderia alcançar o francês.

“Vocês (Vettel e Ocon) estavam tão à nossa frente, e eu tive que fazer outro pit stop. Pensei que seria impossível alcançá-los”, disse Hamilton em entrevista coletiva pós-GP da Hungria.

Após a corrida, o alemão Sebastian Vettel, que fechou a prova em segundo, foi desclassificado por terminar a prova com combustível abaixo do permitido. Com isso, Hamilton herdou a segunda colocação e Carlos Sainz (Ferrari) ficou em terceiro.

O GP da Hungria foi marcado por uma confusão provocada logo na largada por Valtteri Bottas, da Mercedes, mas Ocon foi rápido, segurando o veterano Sebastian Vettel pela maior parte das 70 voltas no Circuito de Hungaroring.

A reviravolta

A chuva foi a responsável por deixar o GP da Hungria ainda mais emocionante. Começando a cair no Circuito de Hungaroring em menos de 1h para o começo da prova, ela foi decisiva para decretar o destino da corrida.

Por conta dele, os pilotos tiveram que abandonar as estratégias iniciais, e adotar os pneus intermediários para a largada, marcada pelo acidente de Bottas, que tirou Charles Leclerc, Lance Stroll, Sergio Pérez, Lando Norris e ele mesmo da disputa.

Já o fim da chuva fez com que as equipes se movimentassem para uma nova troca, fazendo 19 dos 20 pilotos relargarem do pit lane. Enquanto isso, Hamilton ficou sozinho no grid, perdendo bastante tempo, e sendo jogado para 14º.

Tendo a prova liderada por Nicholas Latifi, que chegou a ficar em terceiro lugar por boa parte da corrida, o time conquistou o oitavo lugar com o canadense e um nono com George Russell, somando seis pontos.

Dessa forma, essa foi a primeira vez que a equipe britânica pontuou desde 2019, quando Robert Kubica conseguiu um décimo lugar no GP da Alemanha.

Esse resultado um tanto quanto inesperado ajudou a RBR a conter os danos provocados pela batida de Bottas. No entanto, não impediu que Hamilton voltasse para a liderança do campeonato de pilotos com o pódio.

Agora, o heptacampeão soma 192 pontos contra 186 de Verstappen. Já no Mundial de Equipes, a Mercedes superou a RBR, e neste momento está na ponta da tabela com 300 pontos conquistados, dez a mais que a rival.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!