Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz

Golfista se torna atleta mais bem pago, passando Cristiano Ronaldo e Messi

Espanhol Jon Rahm assina contrato ultra bilionário com empresa de golfe para deixar a tradicional PGA, depois de recusa de Tiger Woods

Redação Publicado em 08/12/2023, às 17h03

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Jon Rahm - Getty Images
Jon Rahm - Getty Images

Cristiano Ronaldo e Lionel Messi já foram os atletas mais bem pagos do mundo dos esportes. Porém, o golfista espanhol Jon Rahm acaba de passar os dois maiores futebolistas da história no rankings, após assinar um contrato de impressionantes 476 milhões de libras (cerca de R$3 bilhões) com a LIV Golf, organização da Arábia Saudita e maior concorrente da tradicional PGA, maior liga de golfe no mundo. Com somente 29 anos de idade, o jogador aceitou a proposta depois que a empresa sofreu a recusa de Tiger Woods, que recebeu uma oferta de 790 milhões de libras (algo em torno de quase R$5 bilhões).

“Não vou mentir e dizer que o dinheiro não foi um dos motivos pelos quais vou ingressar na LIV. Quando descobri o valor, pensei: "Bem, vamos conversar". Mas gosto de como a LIV está avançando no golfe nestes últimos dois anos. O principal motivo tem sido a sensação de poder pertencer a uma equipe. E também a possibilidade de difundir o golfe, jogando em países onde nunca estivemos. Entendo que há pessoas que não estão muito felizes, mas minha ética de trabalho não muda. Meu objetivo é continuar perseguindo recordes. Felizmente, poderei jogar o Masters para o resto da vida, o US Open até 2031 e os demais torneios por pelo menos mais cinco anos”, afirmou Jon Rahm, para o jornal “Marca”.

Para o fator de comparação entre valores e dar uma dimensão do tamanho do contrato assinado pelo espanhol, o segundo jogador mais bem pago do mundo, Cristiano Ronaldo, recebe “somente” 136 milhões de libras por ano, um terço do vínculo de Rahm com a LIV Golf. Além do valor da assinatura, a empresa oferece aos seus atletas uma premiação de US$3 milhões (mais ou menos R$15 milhões) em cada um de seus 14 torneios no ano.

Rahm tem somente 29 anos de idade, já é o número três do mundo e campeão do Masters, maior torneio do esporte. O valor aceito pelo jogador é o triplo oferecido para Phil Mickelson um ano e meio atrás. O veterano é seis vezes campeão do Masters. O espanhol havia previamente recusado a empresa, em 2022. A decisão do atleta de deixar a PGA colocou em risco sua participação na Ryder Cup, competição entre Europa e EUA. Pelo regulamento, os jogadores precisam estar filiados ao DP World Tour, baseados na Europa, para poder disputar o torneio. Porém, Jon já declarou estar disposto a manter sua base na Europa e a sua filiação, ainda que disputando eventos da LIV na Arábia Saudita.

“O que mais me seduz na LIV é poder jogar em equipe, e o que foi mais difícil para eu tomar a decisão foi correr o risco de não jogar a Ryder Cup. O risco de não jogar pesou, não há dúvida . Mas desejo que se possa chegar a um acordo para que eu possa continuar jogando mais edições. Também corro o risco de não estar nas Olimpíadas de em Paris-2024, embora tenha uma grande margem de pontos de vantagem. Não sei estarei lá ou não. Espero que sim, porque me incomodou muito perder os Jogos de Tóquio por conta da pandemia. Se não conseguir estar lá, espero que no futuro surja uma situação em que os melhores jogadores do mundo possam lutar pela medalha de ouro”, finalizou Rahm.