Sportbuzz
Outros Esportes / CANCELADO!

F1 toma posição sobre GP da Rússia após invasão à Ucrânia

A Rússia invadiu a Ucrânia na última quinta-feira, 24, e a F1 tomou enfim uma posição sobre o GP que é realizado desde 2014 em Sochi

Redação Publicado em 25/02/2022, às 13h15

Vladimir Putin não verá o GP da Rússia nesta temporada da F1 - GettyImages
Vladimir Putin não verá o GP da Rússia nesta temporada da F1 - GettyImages

A F1 seguiu os passos da Uefa e cancelou o seu evento na Rússia, após invasão à Ucrânia. Desde 2014 no circuito de Sochi, a entidade optou por não dar sequência nesta temporada ao grande prêmio e não haverá corrida no país comandado por Vladimir Putin. A decisão pela não realização do GP foi anunciada nesta sexta-feira, 25, pelo perfil oficial da Fórmula 1.

De acordo com a FIA, depois de algumas reuniões, ficou decidido que não será possível realizar o circuito de Sochi nesta temporada da F1. A escolha pelo cancelamento do evento se deve principalmente ao ataque e invasão da Rússia à Ucrânia. Segundo a publicação, a intenção de fazer o circuito mundial é de reunir pessoas e declarar união entre os países presentes. 

Canal - SportBuzz:

"O Campeonato Mundial da Fórmula 1 visita países ao redor de todo o mundo com uma visão positiva de unir pessoas e unificar nações. Estamos observando os acontecimentos na Ucrânia com tristeza e choque, e esperamos por uma resolução sadia e pacífica para a situação atual. Na quinta-feira de tarde a Fórmula 1, a FIA e as equipes discutiram a posição do nosso esporte e a conclusão foi que, incluindo a visão de todas as partes interessadas, será impossível realizar o GP da Rússia nas atuais circunstâncias" escreveu em suas redes sociais. 

A F1 não foi a única a cancelar um evento na Rússia depois da invasão à Ucrânia. Nesta sexta-feira, 25, a Uefa também anunciou que não realizará a decisão da Champions League em São Petersburgo e deverá fazer a final do principal campeonato de futebol entre clubes na França, mais especificamente em Paris. 

GP da Rússia
FIA decide e F1 não terá o GP da Rússia nesta temporada de 2022 (Crédito: GettyImages)

 

Na Inglaterra, por exemplo, alguns gigantes da Premier League, que possuem patrocínios russos, estão cortando relações com os mesmos. O Manchester United, por exemplo, rescindiu o contrato com uma companhia aérea da Rússia. O mesmo movimento tem sido seguido por uma série de outros clubes e entidades em diversos esportes. 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!