Sportbuzz
Outros Esportes / EITA!

Djokovic diz que abriria mão de títulos para não precisar se vacinar

Novak Djokovic já deixou de participar de alguns torneios e gerou muita polêmica por se posicionar contra a vacina para a prevenção da Covid-19

Redação Publicado em 15/02/2022, às 08h16

Djokovic abriria mão de título para não se vacinar - Getty Images
Djokovic abriria mão de título para não se vacinar - Getty Images

Novak Djokovic finalmente foi a público, falou sobre não se vacinar e deixou claro que abriria mão de títulos para se manter dessa forma. A falta da imunização fez com que o tenista fosse deportado da Australia no dia 14 de janeiro, onde aconteceu o Australian Open, entre os dias 17 e 30 de janeiro, o que privou a participação do atleta no torneio.

Em entrevista à "BBC", o tenista deixou claro que não gostaria de ser associado a movimentos anti-vacina, mas defende a liberdade de expressão e mantém a posição de não se vacinar por enquanto. Para Djoko, se sacrificar e não participar de grandes torneios para se manter sem se vacinar é uma saída válida.

CANAL - SPORTBUZZ

"Este é o preço que estou disposto a pagar. [...] Nunca fui contra a vacinação, mas sempre apoiei a liberdade de escolha do que você coloca no seu corpo. Os princípios de decisão sobre o meu corpo são mais importantes do que qualquer título ou qualquer outra coisa. Estou tentando ficar em sintonia com meu corpo tanto quanto for possível", comentou.

O jogador se mostrou muito consciente sobre sua decisão e deixou claro que não é contra a vacina, mas decidiu não tomar com base nas informações que tem sobre a imunização. Como um atleta regrado, Djokovic deixou claro que busca colocar no corpo só o que vire combustível para que ele se mantenha com um bom desempenho.

Djokovic ainda não se vacinou
Djokovic diz que abriria mão de títulos para não se vacinar contra a Covid-19 - Getty Images

"Para mim, como um atleta profissional de elite, sempre revi e avaliei cuidadosamente tudo o que tomo, os suplementos, a comida, a água ou bebida esportiva, tudo o que entra no meu corpo como combustível. Baseado em toda a informação que tive, decidi não tomar a vacina. Nunca fui contra a vacinação. Entendo que, globalmente, todos estão fazendo um grande esforço para líder com este vírus e, tomara, terminar em breve com este vírus", falou.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!