Sportbuzz
Outros Esportes / FÓRMULA 1!

Chuva interrompe prova no GP da Bélgica com uma volta, e Verstappen vence; entenda!

Prova do GP da Bélgica ficou paralisada por três horas antes de a Fórmula 1 decidir interromper

Redação Publicado em 30/08/2021, às 10h47

Safety car na pista de Fórmula 1 do GP da Bélgica - GettyImages
Safety car na pista de Fórmula 1 do GP da Bélgica - GettyImages

Depois do treino de classificação do GP da Bélgica, que colocou todas as expectativas lá no alto, especialmente por conta de George Russell garantindo o segundo lugar no grid de largada ao lado do pole position Max Verstappen, a corrida em si seria um marco na Fórmula 1.

No entanto, não foi como os fãs imaginaram. Acontece que a chuva forte que caiu no Circuito de Spa-Francorchamps neste domingo, 29, paralisou a prova por mais de três horas, e por conta disso, a Fórmula 1 decidiu interromper a disputa depois de duas largadas e uma volta válida.

Dessa forma, Verstappen foi declarado como o vencedor, e metade dos pontos foram entregues aos dez primeiros pilotos. Assim, George Russell conquistou seu primeiro pódio da carreira, em segundo, e Lewis Hamilton ficou em terceiro.

Essa chuva que fez com a Fórmula 1 interrompesse o GP da Bélgica já estava caindo na região desde sexta-feira, 27, mas piorou neste domingo. Antes de cancelar tudo, o início da prova já havia sido postergado em mais de 30 minutos.

Depois de três voltas de alinhamento, a primeira largada aconteceu junto com o carro de segurança na pista, mas os pilotos reclamaram da visibilidade, que fez com que a direção de prova acionasse a bandeira vermelha.

De início prevista para durar até 20 minutos, conforme os primeiros comunicados da Fórmula 1, a paralisação foi para três horas. No entanto, o tempo limite para realização de uma corrida, reduzido para quatro horas em caso de bandeira vermelha, começou a preocupar.

Como a chuva acabou diminuindo, uma nova tentativa foi feita sob a contagem regressiva de 60 minutos. A relargada foi do pitlane, com o safety car, mas não demorou, e as condições voltaram a piorar, com uma segunda bandeira vermelha sendo acionada.

Faltando meia-hora para o fim da contagem, a categoria confirmou que a corrida não seria concluída.

Somente depois, a Fórmula 1 explicou ter considerado somente uma volta na corrida, mas para valer a metade dos pontos conforme o regulamento, levou em conta que o líder Verstappen havia feito três voltas antes da segunda bandeira vermelha.

Agora, a 13ª etapa da temporada 2021 da Fórmula 1 será no próximo domingo, 5, no GP da Holanda. A prova no Circuito de Zandvoort será a segunda da rodada tripla que termina com o GP da Itália.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!