Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Outros Esportes » STAND UP!

Após temporal, atleta de stand up fica a deriva no mar e nada no escuro por uma hora e meia

Caio Vaz é bicampeão mundial da modalidade e praticava caça submarina no momento da grande chuva

Izabella Macedo Publicado em 05/02/2020, às 15h56

Atleta de stand uo fica uma hora e meia nadando no escuro a espera do resgate após temporal
Atleta de stand uo fica uma hora e meia nadando no escuro a espera do resgate após temporal - Instagram

Nesta semana, o finalista do Big Wave Awards 2020, premiação da World Surf League (WSL), e bicampeão mundial de stand up paddle, Caio Vaz, passou por momentos complicados no Rio de Janeiro. O atleta foi surpreendido por um forte temporal que atingiu a cidade enquanto praticava caça submarina com os amigos.

Segundo o relato de Caio ao site Globo Esporte, ele perdeu o barco e precisou nadar no escuro até o resgate chegar.

No início da tempestade nas Ilhas Cagarras até a chegada de Caio em terra firme, se passaram uma hora e meia - cerca de 4,5km separam o ponto em que o atleta estava da costa carioca. Além de estar totalmente no escuro, o bicampeão mundial precisou encarar a ondulação forte.

Ao notarem a mudança de tempo, os três amigos ancoraram o barco nomeado como Val de Mar e decidiram voltar, mas no retorno, não encontraram a embarcação.

Caio conta que eles subiram em uma pequena laje, ficaram de pé e tentaram encontrar a embarcação em meio à tempestade que ainda contava com raios. O tempo só chegou a melhorar ao anoitecer e assim, conseguiram avistar as luzes da cidade e a praia de Ipanema. No entanto, ainda não tinham encontrado a embarcação e sem opção, começaram a nadar. 

   O atleta ainda revela que os três enfrentaram a situação com tranquilidade e que foi essa calma         que os ajudou.
 
   "A ideia era pescar numa laje próxima às Ilhas Cagarras. Estava ventando, mas o tempo estava tranquilo.     Quando fomos voltar para o nosso barco, o mar estava balançando e não achamos. Subimos na laje e           começou a cair uma tempestade forte, vento apertou, raios e trovões bizarros, que parecia até cena de         filme. A gente em cima de uma pedra, tentando avistar o barco e os raios atrás. Cena tenebrosa", disse         antes de completar.
 
"Ficamos num lugar mais abrigado, onde não batia onda, e quando a chuva passou, já quase escuro, já dava para ver as luzes de Ipanema e decidimos nadar. Era uma distância de uns quatro quilômetros e conheço a minha capacidade, o Nuno também é surfista e pescador casca grossa, e o Arthur, oceanógrafo. Todos estavam na disposição e sabíamos que conseguiríamos", concluiu.
 
Como Caio definiu, a aventura deles começou às 18h50 e tudo quanto era tipo de excesso foi deixado na ilha, incluindo arpões e lastros e guiados pelas luzes, seguiram em direção a cidade.
 
"Começamos a nadar, estávamos preocupados em manter um perto do outro, a gente estava dando a mão, batendo o pé, de snorkel, olhando para frente e fundo do mar. Tinham muitos plânctons na água, brilhando. Estava irado", contou.

5 itens que todo surfista precisa ter

1- Prancha de Surfe Taruga softboard 7.6 - https://amzn.to/2Wgv6pH

2- Parafina Bullys Cool - Água Fria - https://amzn.to/2BFqgcp

3- Leash Taruga bodyboard amador 4 pés - https://amzn.to/2MKfIil

4- A História da Rip Curl: 50 Anos de Altas Ondas, Negócios Internacionais, Personagens Destemidos e a Busca Pela Onda Perfeita - https://amzn.to/2MNwvkM

5- Capa de Prancha - https://amzn.to/2MLjpUU

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e o SportBuzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!