Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Outros Esportes » FÓRMULA 1

Após crítica de Hamilton, pilotos da Fórmula 1 se manifestam contra o racismo

Hexacampeão questionou silêncio dos colegas de pista sobre a morte de George Floyd

Redação Publicado em 01/06/2020, às 13h29 - Atualizado às 14h00

Após crítica de Hamilton, pilotos da Fórmula 1 se manifestam contra o racismo
Após crítica de Hamilton, pilotos da Fórmula 1 se manifestam contra o racismo - GettyImages

No último domingo, 31, Lewis Hamilton fez uma crítica ao silêncio dos colegas pilotos sobre o assassinato de George Floyd, homem negro de 46 anos, asfixiado por um policial branco nos Estados Unidos. Após o questionamento do hexacampeão da categoria, o monegasco Charles Leclerc, o australiano Daniel Ricciardo, o espanhol Carlos Sainz Jr. e o italiano Antonio Giovinazzi se posicionaram contra o racismo.

"Eu vejo aqueles de vocês que ficam calados, alguns de vocês são as maiores estrelas, e ainda assim ficam calados no meio da injustiça. Não há sinal de ninguém na minha indústria que, é claro, é o esporte dominado por brancos. Eu sou uma das únicas pessoas de cor lá e ainda estou sozinho. Eu teria pensado que agora você veria por que isso acontece e diria algo sobre isso, mas você não pode ficar ao lado. Só sei que sei quem você é e eu vejo você", escreveu Hamilton.

Hamilton critica silêncio de pilotos da Fórmula 1 (Crédito: Instagram)

 

Horas depois da declaração de Hamilton, apontando que seu esporte é racista e destacando o fato de ser o único piloto negro da categoria, Leclerc se manifestou nas redes sociais pedindo desculpas.

"Para ser completamente honesto, me senti deslocado e desconfortável em compartilhar meus pensamentos nas mídias sociais sobre toda a situação e é por isso que não me expressei mais cedo do que hoje. E eu estava completamente errado. Ainda luto para encontrar as palavras para descrever a atrocidade de alguns vídeos que vi na internet", escreveu Leclerc, ainda no domingo.

"O racismo precisa ser enfrentado com ações, não com silêncio. Por favor, participe ativamente, envolva e incentive outras pessoas a espalhar a conscientização. É nossa responsabilidade manifestar-nos contra a injustiça. Não fique calado", completou.

Charles Leclerc se manifesta após questionamento de Hamilton (Crédito: Instagram)

 

Daniel Ricciardo

Nesta segunda-feira, 1, o australiano publicou uma imagem com a frase “já chega”. Na legenda, Ricciardo reafirmou a importância da luta antirracista:

"Ver as notícias dos últimos dias me deixou triste, o que aconteceu com George Floyd e o que continua acontecendo na sociedade de hoje é uma vergonha. Agora, mais do que nunca, precisamos permanecer juntos, unificados. O racismo é tóxico e precisa ser tratado não com violência ou silêncio, mas com unidade e ação. Precisamos nos levantar, precisamos ser um NÓS. Vamos ser pessoas melhores. É 2020 ffs (gíria em inglês que significa fim da paciência). Vidas negras são importantes", escreveu o piloto.

 

Carlos Sainz

O espanhol usou suas redes sociais para se posicionar nesta segunda-feira:

"Esses problemas que estamos encontrando hoje em dia em 2020 nos fazem pensar que voltamos no tempo independentemente do sofrimento e lágrimas dos nossos ancestrais. É louco pensar que isso ainda está acontecendo hoje, todos nós temos o mesmo sangue... Em relação ao nosso ambiente, somos um esporte global com trabalhadores e fãs de todo o mundo, com várias formações, religiões, cores de pele e condições. Trabalhamos juntos em grande harmonia para entreter a todos em volta do globo e propagar uma mensagem de esportividade e unidade. Eu absolutamente condeno todo tipo de racismo e todo tipo de injustiça. A diversidade nos move para a frente, nós abraçamos isso. Tomara que um dia todos façam", escreveu.

Antonio Giovinazzi

O italiano pediu justiça para George Floyd:

"Enquanto acreditarmos que nossas diferenças nos tornam superiores ou inferiores um ao outro, continuaremos a viver em injustiça", escreveu na legenda da imagem do ex-segurança.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!