Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira

9 de agosto de 2020 ou 21 de agosto de 2016?

Ouro no vôlei e cerimônia de encerramento ao ritmo de samba marcaram o último dia

Redação Olimpitacos Publicado em 09/08/2020, às 10h00

Seleção masculina de vôlei comemora a conquista da medalha de ouro
Seleção masculina de vôlei comemora a conquista da medalha de ouro - Miriam Jeske/Rio 2016

O último dia dos Jogos Olímpicos ainda guardou emoções para a torcida brasileira. A seleção masculina de vôlei voltou ao topo do pódio após 12 anos. Na cerimônia de encerramento, todas as delegações caíram no samba.

Geração dourada

O caminho para conquista do tricampeonato olímpico no vôlei masculino foi cheio de problemas. Antes de iniciar a caminhada no Rio-2016, Bernardinho perdeu Murilo e Sidão por lesão. Durante a competição, o time voltou a sofrer com o fantasma dos problemas físicos. Maurício Souza, Lipe e Lucarelli não estavam em condições ideais. Além disso, o Brasil sofreu duas derrotas na fase de classificação e quase ficou pelo caminho. Porém, embalado pelo experiente Serginho, a seleção se reinventou e chegou até a final, a quarta decisão consecutiva.

Contra a Itália, o objetivo era repetir o ouro de Barcelona-1992 e Atenas-2004, deixando para trás o quase de Pequim-2008 e Londres-2012. E o objetivo foi conquistado. A torcida no Maracanãzinho foi presenteada como uma exibição como dos velhos tempos da equipe comandada por Bernardinho. Vitória por 3 sets a 0 (25/22, 28/26 e 26/24) e lugar mais alto do pódio mais uma vez após 12 anos.


É hora de dizer tchau!

Após duas semanas de muitas emoções, 27 recordes mundiais e 91 recordes olímpicos, todas as delegações se reuniram para celebrar na cerimônia de encerramento no Maracanã. A primeira metade do evento, que aconteceu embaixo de muita chuva, teve a apresentação de Lenine, de um grupo de bailarinos coreografados por Deborah Colker e 27 crianças cantando o Hino Nacional.

Carlos Arthur Nuzman, então presidente do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), fez um discurso e enalteceu a Olimpíada do Rio de Janeiro. “Eu sou o homem mais feliz do mundo. O melhor lugar do mundo é aqui. Os jogos do Rio ficarão para sempre na memória e no coração dos homens, mulheres e jovens que foram tocados pela chama olímpica. O Rio fez história e mostrou sua beleza e capacidade para sediar o maior evento do mundo”, declarou.

Depois de um vídeo promocional de Tóquio-2020, a pira foi apagada enquanto a chuva caía e Mariene de Castro cantava “Pelo tempo que durar”, de Marisa Monte e Adriana Calcanhotto.

Com a entrada de carros alegóricos, passistas e a modelo Izabel Goulart, a festa ganhou de vez a cara do Brasil. Um verdadeiro Carnaval tomou conta do Maracanã. Todos os atletas caíram no samba, até os jornalistas internacionais não resistiram e arriscaram alguns passos. Muitas lágrimas e sorrisos para terminar a noite com gostinho de saudade.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!