Sportbuzz
Olimpíadas / PARALIMPÍADAS

Paralimpíadas: Wendell Belarmino se recupera no fim e conquista bronze nos 100m borboleta

Brasileiro cresce nos metros finais da prova e conquista última medalha do Brasil na natação em Tóquio

Redação Publicado em 03/09/2021, às 09h37

Paralimpíadas: Wendell Belarmino se recupera no fim e conquista bronze nos 100m borboleta - GettyImages
Paralimpíadas: Wendell Belarmino se recupera no fim e conquista bronze nos 100m borboleta - GettyImages

Na manhã desta sexta-feira, 3, Wendell Belarmino conquistou a medalha de bronze nos 100m borboleta S11, para deficientes visuais, depois de uma recuperação durante a prova para conquistar o pódio no fim. O nadador brasileiro fez o tempo de 1m05s20 para o terceiro lugar nos Jogos Paralímpicos de Tóquio.

Wendell, que desbancou o holandês Rogier Dorsman (1min05s67), ficou atrás dos japoneses Keiichi Kimura (1m02s57) e Uchu Tomita (1m03s59), ouro e prata, respetivamente.

O brasileiro de 23 anos conquistou sua terceira medalha nesta edição. Antes do bronze, Wendell foi ouro nos 50m livre S11 e prata no revezamento 4x100m livre misto até 49 pontos.

Com o bronze, o Brasil conquistou a última medalha de sua participação na natação dos Jogos Paralímpicos. O time brasileiro deixa o Japão com 23 pódios na modalidade.

Além de Wendell, outros brasileiros caíram nas águas do Centro Aquático de Tóquio. Cecília Araújo ficou em sexto nos 100m borboleta S8, com tempo de 1m26s26. O pódio ficou com a americana Jessica Long (1m09s87), a russa Viktoriia Ishchiulova (1m10s80) e a colombiana Laura Gonzalez (1m20s93), ouro, prata e bronze, respectivamente.

Esthefany Rogrigues foi a sétima colocada nos 200m medley SM5, com tempo de 3m47s92. Já nos 50m costas S4 masculino, Ronystony da Silva foi o oitavo, com 46s95. Nos 100m borboleta S8, Gabriel de Souza ficou em oitavo ao registar 1m05s38.

O Brasil encerrou sua participação na natação no revezamento 4x100m medley até 34 pontos, e a equipe ficou na sétima colocação, com 4m22s72. A prova foi vencida pelo Comitê Olímpico Russo, que quebrou o recorde mundial com 4m06s59. Austrália (4m07s70) e Itália (4m11s20) ficaram com a prata e o bronze, respectivamente.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!