Sportbuzz
Olimpíadas / TÊNIS

Jamie Murray critica liberação para Djokovic disputar Australian Open

Tenista britânico Jamie Murray ironizou a decisão do Australian Open para liberar Novak Djokovic para o torneio mesmo sem ter se vacinado contra a Covid-19

Redação Publicado em 05/01/2022, às 10h03

Jamie Murray critica liberação para Djokovic disputar Australian Open - GettyImages
Jamie Murray critica liberação para Djokovic disputar Australian Open - GettyImages

O tenista britânico Jamie Murray, das duplas, disparou contra a decisão da organização do Australian Open em liberar Novak Djokovic para a disputa do torneio. Sem ter se vacinado contra a Covid-19, o sérvio foi autorizado a participar do Grand Slam com uma exceção médica para competir no país.

“Realmente, não sei o que dizer sobre isso. Acho que não teria obtido isenção se fosse eu que não tivesse sido vacinado. É isso mesmo. Devemos parabenizar Djokovic por conseguir vir à Austrália para competir”, ironizou em coletiva da disputa da ATP Cup, na Austrália. 

Canal SportBuzz:

Apesar da pressão da ATP, Djokovic decidiu não receber dose da vacina contra a Covid. De acordo com os jornais australianos, a decisão não foi bem recebida pelas autoridades do país. O chefe executivo do Grand Slam pediu para que o tenista sérvio revele a razão da exceção que conseguiu para disputar o torneio.

Ajudaria certamente se Novak explicasse as condições em que solicitou e recebeu uma isenção”, disse Craig Tiley aos jornalistas.

Ministro de esportes australiano, Jaala Pulford também se manifestou em coletiva de imprensa sobre o caso e negou que Djokovic tenha recebido tratamento especial: “Quero deixar absolutamente claro, como tem sido sempre o caso, que ninguém está ou irá receber tratamento especial por causa de quem são ou do que conseguiram profissionalmente”.

Jamie Murray critica liberação para Djokovic disputar Australian Open (Crédito: GettyImages)

 

Scott Morrison, primeiro-ministro australiano, e outros funcionários haviam declarado que todos os atletas que irão participar do Australian Open, primeiro Grand Slam do ano, devem estar devidamente vacinados contra a Covid-19.

Citada pela “Reuters”, a Tennis Australia (TA) informou que a “isenção médica” apresentada pelo sérvio foi garantida depois que um painel médico independente, especializado em várias áreas da imunologia e de doenças infecciosas, deu o aval aceitado pelo departamento de saúde da província de Victoria. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Novak Djokovic (@djokernole)

 


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!